Estrolabio

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Mar 29, 2011 4:33 am

http://networkedblogs.com/fZsZq "Daniel Castelão: língua e nação"

(fico com esta cita: «Estamos fartos de ser umha colónia»!)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Abr 05, 2011 5:09 am

Um "Retrinco" do Castelão: http://networkedblogs.com/ggIm7

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Barcelonadecideix - Consulta sobre a independência da Catalunha - Barcelona decide

Mensagem  Pedro Godinho em Dom Abr 10, 2011 1:56 pm

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1261551.html

“Está de acordo em que a Nação Catalã seja um Estado de Direito independente, democrático e social, integrado na União Europeia?”

Esta é a pergunta à qual os habitantes de Barcelona foram convidados a responder.

Barcelona Decideix é uma iniciativa de cidadania – convocada, organizada e financiada por cidadãos catalães – com vista à organização na cidade de Barcelona dum referendo sobre a independência da Catalunha, no dia 10 de Abril de 2011, culminando uma série de consultas similares organizadas em diferentes municípios e iniciadas com o referendo à população de Arenys de Munt, em Setembro de 2009.

Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Dom Abr 10, 2011 10:53 pm

eu estou (mas quem sou eu para o decidir?...); sorte, amigos catalães! (e obrigado, Pedro: não vou muito ao excelente Estrolabio pela razão de sempre, que dizem por cá os "meus" anglos: if you want something done, ask someone busy!)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

"Agostinho da Silva - Memórias pessoais e memórias colectivas"

Mensagem  cdurão em Seg Abr 11, 2011 12:12 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1258912.html


(ele soube sempre integrar a Galiza na Lusofonia)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Després de la Consulta: el dret a decidir - Direito dos povos (catalão e outros) a decidir

Mensagem  Pedro Godinho em Ter Abr 12, 2011 4:19 pm

Recomendo no Estrolabio o artigo do catalão Josep Anton Vidal em que analisa o contexto e importância das consultas cívicas sobre a independência da Catalunha
http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1271244.html

Grande lição de cidadania.Pelo dret a decidir dos povos, pelo direito à autodeterminação - colónias não são só as ultramarinas.

Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Abr 12, 2011 11:43 pm

Obrigado, Pedro; pois é, como diz o Josep:

"És aquesta una peculiar característica de les democràcies que tenim, per ara i mentre la democràcia no vagi més enllà: l'opinió dels ciutadans, les manifestacions massives, les consultes, els arguments... no són vinculants, però les decisions de la directiva dels diferents partits és vinculant fins i tot en l'exercici del vot."

veremos o que dizem no Parlament (e em Madri, e em Bruxelas), suspeito que a questão vai adiada sine diem; mas os catalães já se estão a comportar como independentes de facto, e isso é o que conta ao final; sort!

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Sex Abr 15, 2011 9:39 am

"o galego é o português da Galiza": é uma das possíveis citações do longo post no Estrolabio de hoje:

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1141254.html

é ler (o melhor argumento para rebater a grafia no que está escrito, e não digo mais...)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

"A VERDADE SOBRE OS ACONTECIMENTOS DOS DIAS 24 e 25 DE ABRIL 74 NA ESCOLA PRÁTICA DE ARTILHARIA, Vendas Novas"

Mensagem  cdurão em Dom Abr 17, 2011 5:07 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1273640.html

depoimento de João António Andrade da Silva

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A matança da Pascoela no Portugal de 1500

Mensagem  Pedro Godinho em Ter Abr 19, 2011 8:18 am

19 de Abril de 1506 – faz hoje 505 anos – por Carlos Loures

Damião de Góis na «Chronica do Felicissimo Rey D. Emanuel da Gloriosa Memória», descreve assim o que se passou nesse Domingo de Pascoela:

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1301615.html

Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

José Afonso numa palavra - Maior que o pensamento

Mensagem  Pedro Godinho em Ter Abr 19, 2011 8:22 am

Este documentário passa na RTP1 nos próximos dias 24, 25 e 26 a seguir ao Telejornal

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1301320.html


Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Pedro Godinho em Qua Abr 20, 2011 3:50 am

Os velhos não devem enamorar-se e Lela, de Daniel Castelão

Da produção de Daniel Castelão faz parte a peça de teatro ”Os velhos não devem enamorar-se”, para a qual, além do texto, Castelão cuidou também do lado visual tendo-se encarregado do desenho dos cenários, figurinos e máscaras.

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1213810.html



Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Qua Abr 20, 2011 4:15 am

obrigado, Pedro: é uma "regalia" para os olhos, então para os ouvido não se diga, na dulcíssima voz da Dulce...

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Sex Abr 22, 2011 5:30 am

http://networkedblogs.com/gY5OW: Questões linguísticas (NB. quem lá escreve grafa "questons lingüísticas", mas calemos...)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Seg Abr 25, 2011 12:16 am

CANTIGA DE ABRIL Jorge de Sena



Às Forças Armadas e ao povo de Portugal
«Não hei-de morrer sem saber qual a cor da liberdade»
J. de S.
Qual a cor da liberdade?
É verde, verde e vermelha.
Quase, quase cinquenta anos
reinaram neste pais,
e conta de tantos danos,
de tantos crimes e enganos,
chegava até à raiz.

Qual a cor da liberdade?
É verde, verde e vermelha.

Tantos morreram sem ver
o dia do despertar!
Tantos sem poder saber
com que letras escrever,
com que palavras gritar!

Qual a cor da liberdade?
É verde, verde e vermelha.

Essa paz de cemitério
toda prisão ou censura,
e o poder feito galdério.
sem limite e sem cautério,
todo embófia e sinecura.

Qual a cor da liberdade?
É verde, verde e vermelha.

Esses ricos sem vergonha,
esses pobres sem futuro,
essa emigração medonha,
e a tristeza uma peçonha
envenenando o ar puro.

Qual a cor da liberdade?
É verde. verde e vermelha.

Essas guerras de além-mar
gastando as armas e a gente,
esse morrer e matar
sem sinal de se acabar
por politica demente.

Qual a cor da liberdade?
É verde, verde e vermelha.

Esse perder-se no mundo
o nome de Portugal,
essa amargura sem fundo,
só miséria sem segundo,
só desespero fatal.

Qual a cor da liberdade?
É verde, verde e vermelha.

Quase, quase cinquenta anos
durou esta eternidade,
numa sombra de gusanos
e em negócios de ciganos,
entre mentira e maldade.

Qual a cor da liberdade?
E verde, verde e vermelha.

Saem tanques para a rua,
sai o povo logo atrás:
estala enfim altiva e nua,
com força que não recua,
a verdade mais veraz.

Qual a cor da liberdade?
É verde, verde e vermelha.



(26-28(?)/4/1974) (http://estrolabio.blogs.sapo.pt/)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Abr 26, 2011 4:33 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1324556.html

hoje homenagem a Ernesto Guerra da Cal (com vídeo e descarga); grande obrigado, Estrolabio!

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Qui Abr 28, 2011 10:08 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1348442.html

biografia de M. Rodrigues Lapa (obrigado, Carlos)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Manuel Rodrigues Lapa e a Galiza (1), por Carlos Loures - Estrolabio

Mensagem  Pedro Godinho em Qui Abr 28, 2011 4:43 pm

É para continuar.

Português da Galiza, Português de Portugal : duas nações, uma língua.

Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Sab Abr 30, 2011 12:22 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1143364.html:

(Sempre Galiza! - wiki-faq AGAL (Cool : Questões linguísticas – Teoria – Léxico e gramática)

e http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1348859.html:

(Manuel Rodrigues Lapa e a Galiza (2))

mais uma vez: grande obrigado ao esforçado Estrolabio, que nos acompanha no dia a dia da nossa língua, precarizada na Galiza.

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Primeiro de Maio - DIA INTERNACIONAL DOS TRABALHADORES

Mensagem  cdurão em Dom Maio 01, 2011 1:17 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1327110.html

DOMINGO, 1 DE MAIO DE 2011
4 - Primeiro de Maio - DIA INTERNACIONAL DOS TRABALHADORES
Afonso Duarte (1884-1958)

Elegia do cavador
Quadro de Graça Morais
Deus do céu venha a meu rogo

Que a enxada já mal se ferra:
Grita o sol dardos de fogo
E eu ando farto da terra!
Há nuvens negras a prumo
sobre os meus ombros, ó dor!
São minha carne a pôr fumo,
São bagas do meu suor.
Vejo daqui a subir
Fumeiros da minha casa…
Outros que passam a rir
Custam-me os nervos em brasa.
Serei eu escravo dum crime
que a Deus fizesse algum homem?
De corpo feito num vime,
Minhas lágrimas consomem.
Deu-me Deus a vida cara,
P´rás nuvens se vai meu ganho:
Custam-me os olhos da cara
Donas das terras que amanho.

(Sete Poemas Líricos, 1929)



Cavador ( 1913 ) Jardim Guerra Junqueiro (Jardim da Estrela), escultura de
Augusto da Costa Motta (tio) (1862-1930)


Guerra Junqueiro (1850-1923)

O cavador

Dezembro, noite, canta o galo...
Rouco na treva canta o galo...
– Oh, dor! oh, dor! –
Aldeão não durmas!... Vai chamá-lo,
Miséria negra, vai chamá-lo!...
– Oh, dor! oh, dor! –
Bate-lhe à porta, é teu vassalo,
Que traga a enxada, é teu vassalo,
Miséria negra, o cavador!


O vento ulula... Tremem ninhos...
Na noite aziaga tremem ninhos...
– Oh, dor! oh, dor! –
A neve cai, fria d’arminhos...
Na escuridão, fria d’arminhos...
– Oh, dor! oh, dor! –
Passa maldito nos caminhos,
D’enxada ao ombro nos caminhos,
Fantasma negro, o cavador!


Vem roxa a estrela d'alvorada...
Vem morta a estrela d'alvorada –
– Oh, dor! oh, dor! –
Montanhas nuas sob a geada!...
Hirtas, de bronze, sob a geada!...
– Oh, dor! oh, dor! –
Torvo, inclinado sobre a enxada,
Rasga as montanhas com a enxada,
Fantasma negro, o cavador!


Cavou, cavou desde que é dia...
Cavou, cavou... Bateu meio-dia...
– Oh, dor! oh, dor! –
De pé na encosta erma e bravia,
Triste na encosta erma e bravia,
– Oh, dor! oh, dor! –
Largando a enxada, «Ave-Maria!...»
Reza em silêncio... «Ave-Maria!...»
Fantasma negro, o cavador!

Cavou, cavou na serra agreste,
D'alva à noitinha, em serra agreste...
– Oh, dor! oh, dor! –
E um caldo em prémio tu lhe deste,
Meu Deus!... seis filhos tu lhe deste...
– Oh, dor! oh, dor! –
Batem trindades... «Pai Celeste!...
Bendito sejas, Pai Celeste!...»
Reza, fantasma, o cavador!

Cavou cem montes... que é do trigo?
Gerou seis bocas... que é do trigo?!
– Oh, dor! oh, dor! –
Bateu a Fome ao seu postigo...
Bateu a Morte ao seu postigo...
– Oh, dor! oh, dor! –
«Que a paz de Deus seja comigo!...
Que a paz de Deus seja comigo!...»
Disse, expirando, o cavador!





(Os Simples, 1892)

Luís Cília canta-nos, com música de sua autoria, os versos de Guerra Junqueiro:




cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Seg Maio 02, 2011 12:49 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1339657.html (com muito material gráfico)

Anos após anos na Galiza, como em Portugal, a miséria e falta de trabalho criaram sucessivas vagas de emigração

“… porque é preferível emigrar para ganhar a vida, do que morrer à fome no torrão nativo…”

(Daniel Castelão, Sempre em Galiza, 1935)


Castelão



Rosalia de Castro (1837 –1885)

Cantar da emigração


Este parte, aquele parte
e todos, todos se vão
Galiza ficas sem homens
que possam cortar teu pão
Tens em troca órfãos e órfãs
tens campos de solidão
tens mães que não têm filhos
filhos que não têm pai
Coração que tens e sofre
longas ausências mortais
viúvas de vivos mortos
que ninguém consolará


Cantar de Emigração (por Adriano Correia de Oliveira)





País marcado pela terra e pelo mar, assim também os seus trabalhadores

Manuel Colmeiro, A sega da herba
Manuel Maria (1929-2004)

O labrego

Un labrego tan só é unha cousa
que case non repousa.

Da sementeira a seitura,
pasando pela cava,
a súa vida é moi dura
e moi escrava.

Sempre trafegando,
arando,
sachando,
malhando,
gadanhando,
percurando o gando.

Sempre a olhar pró ceo
com medo e com receo.
Sempre a sementar ilusión
ponhendo na semente o corazón
pra colheitar probeza e mais tristura.

Dilhe ao labrego da beleza
da campía,
da súa fermosura
e poesia.

Dírache que sí,
que a beleza pra tí.

Pró labrego é o trabalho
o andar tocado do caralho,
o pan mouro i o toucinho.

(Múdanse de calzado ou de traxe
cando van de viaxe,
de feira ou de romaxe
e xantan, eses días, pulpo e vinho);
os eidos ciscados, minifundiados
que quér decir atomizados);
o matarse sachar de sol a sol
pra lograr seis patacas
com furacas,
catro grãos de centeo i unha col;
o dobregarse sobor dos sucos
pra pagar gabelas e trabucos;
o vivir entre esterco i animales
en chouzas case inhabitabeles.

I aguantar, aguanta e aguantar,
Agardando morrer pra descansar.

Canto de seitura (Fuxan os Ventos)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Isabel em Seg Maio 02, 2011 2:41 am



“… porque é preferível emigrar para ganhar a vida, do que morrer à fome no torrão nativo…”

(Daniel Castelão, Sempre em Galiza, 1935)


E alguns insistimos em morrer à fome no torrão nativo, e não damos morrido. Por que será, Daniel? Se afinal tu te foste não foi para comer melhor precisamente...

avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Maio 03, 2011 5:22 am

continua wiki-faq AGAL: http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1340841.html (tb Manuel Maria)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pondal

Mensagem  cdurão em Sab Maio 07, 2011 12:08 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1379201.html (com vídeo)

"Em Pondal encontra-se igualmente o apreço por Camões e afecto por Portugal, como país irmão e aliado desejado e com quem a Galiza partilha a língua, diferente duma Castela que lhes nega nação e língua:

que além Minho estão,
os bons filhos do Luso,
apartados
irmãos
nossos por um destino
invejoso e fatal.
Com os
robustos acentos,
grandes os chamarás,
verbo do grã
Camões
fala de Breogã!"

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Isabel em Sab Maio 07, 2011 12:47 am

Que belo era...

avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum