Estrolabio

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Estrolabio

Mensagem  cdurão em Qua Jan 12, 2011 12:27 am

O Estrolabio emigrou para

http://estrolabio.blogs.sapo.pt

e continua a não esquecer a Galiza; nesse endereço, e no anterior

http://estrolabio.blogspot.com/2011/01/sempre-galiza-benedicto-garcia-e-jose.html

vem, ao lado do Zeca, o nosso “Benedicto”, quem me desculpará (espero que seja capaz de ver a ironia!) se lhe eu digo que nunca o ouvi dizer “Benedikto”: todo quisque diz na nossa Terra (e creio que no resto da Lusofonia, quado não é Bento ou Bieito...): “Benedito”!

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Nambuangongo em Qua Jan 12, 2011 2:52 pm

avatar
Nambuangongo

Mensagens : 188
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Pedro Godinho em Sab Jan 15, 2011 7:24 pm

E eu escrevi sempre "Benedito" e depois fui corrigir para ficar igual a como surge nos álbuns e no sítio dele, não me atrevendo a tirar um "c" que fosse a um amigo do Zeca. Talvez com o novo acordo ortográfico...

Para os interessados, já na nova morada ( http://estrolabio.blogs.sapo.pt ) publicámos:

no dia 11 de janeiro: José Afonso, um amigo da nação galega
http://estrolabio.blogs.sapo.pt/902049.html

no dia 14 de janeiro, e para responder a vários pedidos, a lista das ligações da divisão com que publicámos no Estrolabio o ensaio de Carlos Durão, "Síntese do reintegracionismo contemporâneo":
http://estrolabio.blogs.sapo.pt/901682.html

e vamos continuar o Sempre Galiza! no Estrolabio, às 3ªs e 6ªs, anunciando para a próxima 3ª, dia 18 de janeiro, o início da publicação de "Galegos de Londres. Notas", de Carlos Durão

Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ferrín em português!

Mensagem  cdurão em Qua Jan 19, 2011 7:15 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/933183.html?view=1400383#t1400383

Muito bom ver o republicano, marxista e feroz anti-lusista Ferrín, o "presi" da monárquica e Real Academia (com o acento no é) Galega (antes Gallega, não esqueçamos) grafado "como está mandado" (quando ele o saiba, vai apanhar uma birra que não quisera eu estar ao alcanço...)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Isabel em Qua Jan 19, 2011 7:31 am

ho ho ...! Xixín... Laughing
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Joanlogo em Qua Jan 19, 2011 11:26 am

Duvido bem que o Ferrín seja marxista (há loucos que dizem ser Napoleão, embora não temos porque acreditar), com muito será um "mauviettes peur de bourgeois", um menino da sua mãe e mais nada.

Quanto a que ele há apanhar um bom chilique se é que o lê, não duvido um chisquinho.

Joanlogo

Mensagens : 177
Data de inscrição : 26/12/2010
Idade : 62

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Qui Jan 20, 2011 6:01 am

Obrigado, Joanlongo, é capaz que assim seja (conste que o F. e mais eu "de longe nos conhecemos", e por isso me posso permitir alguma brincadeira com ele de quando em vez);

recomendo as excelentes reportagens que estes dias está a postar o Carlos Loures no Estrolabio (hoje: "Luta armada contra a ditadura (4)" http://estrolabio.blogs.sapo.pt/)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Joanlogo em Qui Jan 20, 2011 11:24 am

Não deixo de lhe deitar uma olhadela diário, caro Carlos.

Contudo, fico obrigado pola ligação que, aliás, tinha de ser alargado o seu conhecimento (Poda que abra um fio neste teor para colocar sítios imprescindíveis para leitores do PGL e do Foro).

Quanto o que eu disse de “menino de sua mãe”, essa expressão não é minha, é do Manuel Maria que sempre se referia ele – naturalmente em privado – desse jeito.

Forte abraço, querido amigo.

Joanlogo

Mensagens : 177
Data de inscrição : 26/12/2010
Idade : 62

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Jan 25, 2011 4:19 am

Continua aberta no Estrolabio (http://estrolabio.blogs.sapo.pt/) a seção Sempre Galiza!, hoje com mais umas notas sobre atividades da emigração/exílio galegos em Londres. Obrigado! É um portal sempre aberto às nossas preocupações galegas no que só a falta de tempo nos impede sermos mais assíduos. Em todo o caso visitamo-lo os mais dos dias e seguimos o fio de, p.ex., a guerra colonial.

Carlos

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Isabel em Ter Jan 25, 2011 5:00 am


Ótimo isso que andas a fazer no Estrolabio, Carlos. Parabéns!
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Isabel em Ter Jan 25, 2011 5:02 am


Oh, e é agora que vejo no blogue uma ligação a certa página... Mas, por que? Shocked
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Sex Jan 28, 2011 5:17 am

"Um galego Galego", no Estrolabio hoje, http://estrolabio.blogs.sapo.pt/, Pedro Godinho:

"Ricardo Carvalho Calero é um nome forte na literatura, língua, cultura e política galegas.Foi também um combatente. Por isso, sofreu na ditadura franquista.. A clareza e frontalidade das suas opiniões tornam-as incómodas para muitos, acomodados com uma submissão ao castelhanismo. Talvez por isso, a relutância oficialista em reconhecer-lhe institucionalmente o devido valor nas letras galegas."

(tb poemas a caderno digital)

obrigado!

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O DRAMA DO PORTUGUÊS DE OLIVENÇA

Mensagem  cdurão em Sab Jan 29, 2011 2:51 am

por Carlos Luna (http://estrolabio.blogs.sapo.pt/)

"Dado o habitual silêncio do jornal Público sobre a questão de Olivença, a publicação deste artigo do nosso colaborador Carlos Luna no passado dia 24, assume o carácter de uma autocrítica.

Parece que Espanha ainda tem alguma dificuldade em aceitar a sua diversidade em todos os seus aspectos. Pelo menos o Senado, uma espécie de Câmara Alta das Comunidades. Na verdade, o Bloco Nacionalista Galego tinha apresentado, naquela Câmara, uma proposta no sentido de, no novo estatuto da Extremadura (espanhola, claro), a "fala" galaico-portuguesa de algumas regiões (Vale de Jálima) e o Português de Olivença e Táliga disporem de uma defesa, promoção, e protecção específicas. No caso de Olivença (e Táliga), esperava-se que, dado os esforços que organizações locais (como a Associação "Além Guadiana") têm desenvolvido, com êxito, desde há quase três anos (as ruas de Olivença já ostentam toponímia em Português), e dadas as recomendações da União Europeia no sentido da defesa e recuperação da cultura lusa naquela área geográfica, tal proposta fosse aprovada.

Todavia, em nome da unanimidade, o Bloco Nacionalista Galego viu-se levado a retirar a sua proposta. Assinale-se, todavia, esta iniciativa, que contrasta com a apatia que em Portugal parece reinar sobre esta situação... e estamos a referir-nos só aos seus aspectos culturais! Apesar de já se ter realizado em Olivença, organizado pela referida Associação "Além Guadiana", um Congresso da Língua Portuguesa, e de se ter restituído às ruas de Olivença a sua original toponímia lusa, a maioria dos órgãos de Comunicação Social portugueses prefere nada, ou quase nada, dizer, e muito menos opinar, sobre o assunto... preferindo destacar ocorrências lusófonas em pontos distantes da Europa e do Mundo, que têm obviamente muita importância, mas cuja relevância referida e repetida mais faz destacar e estranhar o silêncio (com honrosas excepções) sobre o que se tem passado em Olivença nos últimos dois anos. Isto para já não falar no Poder Político... cuja política cultural se parece pautar por vergonhosos silenciamentos... que contrastam em absoluto com as enérgicas manifestações de apoio cultural que outros estados dão a traços culturais seus no exterior... por mais insignificantes que sejam!"

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Estrolabio e Castelão

Mensagem  Pedro Godinho em Sex Fev 18, 2011 11:41 am

No Sempre Galiza! no Estrolabio, as últimas entradas têm sido sobre Castelão.

« Castelão havia de ser aqui convocado. Até porque foi a Daniel Castelão que fomos buscar a inspiração para o nome desta secção “Sempre Galiza!”, descaradamente copiado da sua importante obra Sempre em Galiza em que liga literatura, política e galeguismo.
Um homem de pensamento livre e nome marcante do nacionalismo galego, bateu-se pelas suas ideias e conheceu o exílio. Castelão é um dos “bons e generosos” »

Sempre Galiza! – Um conto triste, de Daniel Castelão
http://estrolabio.blogs.sapo.pt/985822.html

Sempre Galiza! - Castelão 125 anos : homenagem de Galiza Cultura
http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1013260.html
intervenção de Maria Pilar Garcia Negro

Sempre Galiza! - Castelão 125 anos : homenagem de Galiza Cultura (2)
http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1013706.html
actuação do cantor Pepe Constenla

Sempre Galiza! - Castelão 125 anos : homenagem de Galiza Cultura (3)
http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1014111.html
leitura de textos de Daniel Castelão, como foi feita por Manuel Domínguez

Sempre Galiza! – Castelão, irmãos da liberdade
http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1026438.html
Pedimos que a nossa terra seja nossa. Porque somos filhos dela.
... A nossa terra é nossa.
... Somos os galeguistas de todos os partidos democráticos.
Somos os galegos antifascistas.

Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sempre Galiza! O galego na TV portuguesa

Mensagem  Pedro Godinho em Qui Fev 24, 2011 3:34 pm

Um dos episódios do programa da televisão pública portuguesa (RTP1) sobre a língua portuguesa - Cuidado com a língua - sobre a relação entre o português e o galego. Apresentando um português padrão, de Lisboa, quando refere exemplos de diferenças o programa esquece-se de dizer que, nalgumas, essa diferença não existe em regiões do Norte de Portugal, sobretudo no Minho - sul da raia galega.

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1066525.html

Pedro Godinho

Mensagens : 23
Data de inscrição : 08/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Mar 01, 2011 4:58 am

Sempre Galiza! Caldo galego (http://estrolabio.blogs.sapo.pt/)

Rosalia e a receita do nosso caldinho (raio, que bom está, baixo a cozinhar!)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Sex Mar 04, 2011 6:52 am

Hoje POLVO À FEIRA (ou À GALEGA): http://networkedblogs.com/f1JZG

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Mar 08, 2011 5:27 am

Hoje (http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1125544.html) o “Entruido/O mesmo que entrudo.
[Dicionário Cândido de Figueiredo, 1913]/Entrudo, Entruido, Entroido, Antroido”

(com efeito, tb em: http://aulete.uol.com.br/site.php?mdl=aulete_digital&op=loadVerbete&palavra=entruido e http://aulete.uol.com.br/site.php?mdl=aulete_digital&op=loadVerbete&palavra=entroido,

além do http://www.estraviz.org/entruido, http://www.estraviz.org/entroido e http://www.estraviz.org/antroido)

(com vídeos de cigarrões...)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Sex Mar 11, 2011 4:25 am

hoje "Achegas ao reintegracionismo": http://networkedblogs.com/fi6vj (com ligação à Agal)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Ter Mar 15, 2011 5:23 am

hoje relato e roteiro de J. Marinhas: http://networkedblogs.com/fqYWq

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Qui Mar 17, 2011 6:59 am

O pacto ibérico: http://networkedblogs.com/fwCp1 (obrigado, Carlos!)

"Quando, há 72 anos, em 17 de Março de 1939 foi assinado o Pacto Ibérico (também designado por Aliança Peninsular) a Guerra Civil, embora não tivesse terminado, estava no fim e era evidente que o os chamados «nacionalistas» iam sair vencedores. Em Novembro do ano anterior tinham derrotado os republicanos na terrível batalha do Ebro e atravessando o rio, haviam caído sobre a Catalunha, rompendo a frente republicana em diversos pontos.

Em Setembro de 1938, as Brigadas Internacionais haviam saído de Espanha, e as tropas


do general Juan Modesto, debilitadas e com graves problemas de manutenção e abastecimento, opuseram uma fraca resistência à horda fascista. Intensificando-se os bombardeamentos sobre o porto, a ofensiva sobre a Catalunha chegou ao fim com as tropas de Franco a entrar em Barcelona. Em 21 de Fevereiro a orgulhosa capital do Condado assistiu a um humilhante desfile da vitória franquista.

Quando, no dia 17 de Março de 1939, Francisco Franco e António de Oliveira Salazar apuseram as suas assinaturas no documento, Madrid ainda resistia heroicamente, como último reduto. Mas no dia 28 do mesmo mês os nacionalistas entrariam na cidade, acabando praticamente com o conflito.

No dia 1 de Abril a guerra terminaria. Acima podemos ver a ordem de serviços de Francisco Franco, dando o conflito como encerrado.



Desde que em Julho de 1936 o exército de África, às ordens de Franco, invadira Espanha para derrubar o regime republicano, Salazar, que receava que um regime comunista se instalasse no estado vizinho optara, tão abertamente quanto possível, pelo apoio à “Cruzada” franquista.


Embora nunca fosse oficialmente reconhecido, tropas portuguesas intervieram no conflito – eram os voluntários dos Viriatos. Este nome foi dado ao grupo de voluntários portugueses do tércio da Legião Portuguesa que participaram na Guerra Civil de Espanha (1936-1939). O Major Jorge Botelho Moniz, um dos militares da revolução de 28 de Maio - criador, em 1930, do Rádio Clube Português e amigo pessoal de Salazar - organizou um corpo de milícias portuguesas, os "Viriatos", para intervir ao lado dos franquistas. Salazar não aprovou formalmente, mas deixou a ideia concretizar-se. Segundo números nunca oficializados esses voluntários ascenderam a 20 mil homens. Destacaram-se alguns pilotos aviadores portugueses que integraram as forças nacionalistas espanholas, como por exemplo José Adriano Pequito Rebelo, José Caetano R. Sepúlveda Veloso e Simão Aranha. Também por Viriatos ficaram conhecidos os elementos de uma missão militar de observação portuguesa em Espanha, enviada pelo governo de Lisboa durante a Guerra Civil, dividida numa secção de Assistência e numa de Observação. Nesta missão, foram enviados pilotos como Flores de Barros, Morais Calda, Luís Filipe Craveiro Lopes de Sousa, Francisco Levi Vieira Cardoso Dias e Faro e António Henriques da Cunha. Na foto acima, vemos a partida de "Viriatos" para Espanha.

Outras ajudas foram prestadas – a entrada de armamento pelos portos portugueses, a cedência da antena do Rádio Clube Português aos rebeldes fascistas, que emitiam diariamente para Espanha. Um pormenor que relaciono com o RCP, pois terá sido Botelho Moniz a emitir a ordem – os benfiquistas eram comummente designados, na imprensa e na rádio, por “vermelhos”. O major terá proibido essa designação, substituindo-a pela de “encarnados”, pois vermelhos (rojos) era o que a propaganda chamava aos republicanos. Lamentavelmente, os actuais dirigentes do clube não recuperaram a primitiva e legítima designação e até mesmo na Benfica TV se usa a ridícula e pífia designação de “encarnados”.

Em que consistia o Pacto Ibérico?

Os dois países reconheciam mutuamente as respectivas fronteiras, estabeleciam relações de amizade e comprometiam-se a efectuar consultas diversas entre si, com vista a uma acção concertada no conflito global que já se adivinhava e que eclodiria dentro de meses. A Grã-Bretanha, a potência tutelar de Portugal, pôs a sua diplomacia ao serviço desta aproximação entre os dois regimes ditatoriais – preocupada com o expansionismo germânico e italiano, preocupavam o governo britânico que interpretou o Pacto como uma derivação positiva. Os governos das democracias ocidentais tiveram um comportamento estranho e lamentável – a democracia sempre foi sacrificada a interesses pontuais. As democracias e a própria União Soviética – basta lembrar outro pacto – o germano-soviético, assinado em 23 de Agosto de 1939.

O clausulado da aliança peninsular de 1939 foi objectivado em protocolo adicional, datado de 29 de Julho de 1940, instituindo a obrigatoriedade de consultas mútuas entre os dois Estados signatários. Portugal, apesar da germanofilia de muitos dos dirigentes salazaristas, manteve uma posição de não-beligerância ao longo da Segunda Guerra Mundial. O mesmo fez Espanha, embora a gratidão de Franco para com Hitler tivesse sido expressa no envio da Divisão Azul - a 250. Einheit spanischer Freiwilliger da Wehrmacht. A Divisão Azul foi uma unidade de voluntários espanhóis que serviu a partir de 1941 (e oficialmente até 1943) no lado alemão durante a Segunda Guerra Mundial, principalmente na frente oriental contra a União Soviética. Composta por cerca de 46 mil homens, sofreu baixas importantes – cinco mil mortos e oito mil feridos.

Alguns portugueses (Viriatos) foram integrados na Divisão Azul."

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Qua Mar 23, 2011 1:27 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1149230.html

"Iniciando aqui a apresentação de textos dos vários escritores já distinguidos no Dia das Letras Galegas, só podíamos começar por Rosalia.


Pobre Galiza, não deves
chamar-te nunca espanhola
...
"

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Isabel em Qua Mar 23, 2011 3:32 am

avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  cdurão em Sex Mar 25, 2011 7:19 am

http://estrolabio.blogs.sapo.pt/1139971.html "Por que escrevedes tam raro?"

Obrigado aos amigos do Estrolabio, generosos com o seu espaço editorial num Estado onde a nossa língua é soberana: aqui [ainda] não é, e por isso o título acarreta tal profunda ironia; porque, ainda mais abaixo, se acrescenta: "Trabalhamos para a nossa forma de escrever e viver a nossa língua abandonar o adjetivo “raro”. O dia que isso aconteça será um indício de que a nossa língua chegou a um ponto de inflexom para começar a recuperar o terreno perdido."

(exatamente, exatamente, só que então não será "inflexom", mas "inflexão": para quando? e dá-me rubor dizer mais: intelligenti pauca...)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrolabio

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum