UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Nambuangongo em Seg Jan 10, 2011 10:55 pm

Sim, meu rei, segundo as tuas teses todo o mundo é «anti-semita» exceto os sionistas, claro.

Petras, Chomsky, Marx, Bakunin, Proudhon , Bolívar, Chavez, Che Guevara,... todos anti-semitas, reacionários, irracionais e nacionalistas maus. Os progressistas racionais e os nacionalistas bons são David Ben-Gurion, Golda Meir, Ariel Sharon,...

O exército sionista e o Mossad deveriam exterminar a toda a humanidade para ficarem só neste planeta os israelitas (esse povo superior, eleito pelo seu Deus imaginário), sem nenhum «anti-semita» que os incomode.

Bom, não exatamente, os sionistas fazendo exibição da sua generosidade e tolerância também poderiam deixar existir uns quantos milhares de «anti-semitas» para serem explorados, isso sim, vivendo em regime de apartheid e «concentrados» em «territórios» e «faixas» entre arames e muros de betão.

Os fascistas sempre estarão contra os anti-fascistas, é natural.





Os 3.500 massacrados em Sabra e Chatila também eram culpáveis de «anti-semitismo»?



Quanto mais te leio mais nojo me dá o sionismo.
avatar
Nambuangongo

Mensagens : 188
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Isabel em Ter Jan 11, 2011 2:01 am


Mas esta personagem ainda não explicou como é que os principais banqueiros do mundo são todos judeus.

Eu expressei-lhe esta minha questão noutro fio e acusou-me de anti-semita! cyclops
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 5:20 am

Isabel escreveu:
Mas esta personagem ainda não explicou como é que os principais banqueiros do mundo são todos judeus.

Eu expressei-lhe esta minha questão noutro fio e acusou-me de anti-semita! cyclops

Exactamente! Anti-semita é o que és e sem vergonha nenhuma. E por seres tolerada por aqui é que eu acho isto um pântano.

Uma autêntica caricatura, que diz que os judeus controlam o mundo e são os principais banqueiros e não são como os outros capitalistas, chama-me personagem! Seria ridículo se não fosse grotesco!


Última edição por Ganda Tanga em Ter Jan 11, 2011 5:41 am, editado 2 vez(es)
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 5:28 am

Ó Nabugongo, viva a confusão!

O Marx não era anti-semita nem o Chomsky. E vai chamar fascista à tua avó! O que tu apresentas não são argumentos mas sim evasivas. Que tem a ver o massacre de Sabra e Chatila com o facto de haver autores que atribuem aos judeus um poder desmedido e oculto de controlo do mundo? E que tem a ver o Bolívar com o anti-fascismo ou com a emancipação? Era apenas um oportunista traiçoeiro.

Esse joguinho de dividir à tua maneira o mundo em dois é dum infantilismo extremo sobretudo quando o assunto em questão é precisamente o anti-semitismo na esquerda. É uma maneira de negar o problema. Os judeus controlam o mundo!!!!
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O joguinho das imagens, mas estas têm a ver com o anti-semitismo

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 5:36 am

O joguinho das imagens, mas estas têm a ver com o anti-semitismo, que é o tema deste fio. Porque é que falar de anti-semitismo na esquerda dá origem à resposta pavloviana de se falar da Palestina?Como se as duas coisas não pudessem coexistir e pior, como se o massacre de Sabra e Chatila e outros superassem em horror os crimes cometidos pelo anti-semitismo!!!


avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 5:56 am

Diz o Nabugongo:"Quanto mais te leio mais nojo me dá o sionismo"

Isto é ódio racista imenso e a crescer sem fim! Falam-lhe de anti-semitismo e ele diz que é um discurso sionista que lhe mete cada vez mais nojo! Sabe perfeitamente que esse tipo de ódio levou ao extermínio dos judeus europeus e apresenta uma imagem dum massacre cometido por judeus como se isso lavasse os crimes do anti-semitismo, como se a crítica do anti-semitismo fosse inútil e até cúmplice dum mero massacre de guerra suja (cometido por judeus).


Onde é que está o sionismo no texto do Postone, nas minhas palavras ou no texto do Chomsky? Porque é que não é relevante reconhecer o anti-semitismo, e nomeadamente na esquerda, e porque seria isso sionismo? Porque é que não te armas intelectualmente para reconhecer o anti-semitismo por aquilo que ele é (e não por uma definição artificial, a-histórica) e não criticas a Isabel, que é uma autêntica caricatura de anti-semita?

Preferes deixar o teu ódio pelo "sionismo" crescer sem fim. Será tão difícil perceber que o Postone e os que querem silenciar a crítica a Israel não têm nada a ver? Falas de ligações entre o sionismo e o nazismo mas pareces não querer ver que o tipo de anti-semitismo do nazismo é precisamente aquele que eu e o Postone estamos a criticar e que é abraçado pela Isabel, o rumor sobre o poderio dos judeus. Antes de Hitler subir ao poder, o anti-semitismo não estava ligado a nenhuns massacres brutais, era precisamente esse rumor sobre o poderio dos judeus e sobre a sua deslealdade.
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 6:22 am

http://en.wikipedia.org/wiki/Antisemitic_canard

Lista de rumores anti-semitas.


A verdadeira origem dos judeus: http://www.officialnewworldorder.com/html/jewish_bankers.html

Teh juice control teh Wall Street!!!11!11!





Exército de Libertação da Europa limpando o mundo de parasitas, agiotas e banqueiros.



A Matriz hipnotizando o povo!


avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Isabel em Ter Jan 11, 2011 6:59 am

Ganda Tanga escreveu:
Isabel escreveu:
Mas esta personagem ainda não explicou como é que os principais banqueiros do mundo são todos judeus.

Eu expressei-lhe esta minha questão noutro fio e acusou-me de anti-semita! cyclops

Exactamente! Anti-semita é o que és e sem vergonha nenhuma. E por seres tolerada por aqui é que eu acho isto um pântano.

Uma autêntica caricatura, que diz que os judeus controlam o mundo e são os principais banqueiros e não são como os outros capitalistas, chama-me personagem! Seria ridículo se não fosse grotesco!


Laughing

E continua sem explicar a cousa... por que será, será?

Não falo dos nobres judeus assassinados nos imundos campos de concentração nazis. Falo dos ricos, gordos banqueiros vivos. Por que é que todos são judeus e nenhum deles professa outra religião qualquer? Question
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 7:24 am

Caricatura Anti-semita escreveu:
Ganda Tanga escreveu:
Caricatura Anti-semita escreveu:
Mas esta personagem ainda não explicou como é que os principais banqueiros do mundo são todos judeus.

Eu expressei-lhe esta minha questão noutro fio e acusou-me de anti-semita! cyclops

Exactamente! Anti-semita é o que és e sem vergonha nenhuma. E por seres tolerada por aqui é que eu acho isto um pântano.

Uma autêntica caricatura, que diz que os judeus controlam o mundo e são os principais banqueiros e não são como os outros capitalistas, chama-me personagem! Seria ridículo se não fosse grotesco!


Laughing

E continua sem explicar a cousa... por que será, será?

Não falo dos nobres judeus assassinados nos imundos campos de concentração nazis. Falo dos ricos, gordos banqueiros vivos. Por que é que todos são judeus e nenhum deles professa outra religião qualquer? Question


Eu não tenho que explicar algo que é manifestamente uma caricatura anti-semita falaciosa. E já deixei links para você investigar. Comecei por deixar quando você apresentou uns vídeos que desmascaravam a matriz. Tenho a certeza que não procurou informar-se das críticas a esse tipo de visões delirantes e paranóicas que você gosta de propagar. Public Eye é o nome do site.

E mais, os nazis mataram 6 milhões de judeus porque acreditavam que os banqueiros judeus, "gordos" e vivos na época, controlavam o mundo, entre outras coisas. E não entendo a sua referência à nobreza dos judeus. Ser vítima não faz de ninguém nobre. Os judeus assassinados eram como as outras pessoas não judias. Você, como anti-semita, é que pretende dar-lhes um estatuto especial. E a que vem essa conversa da religião? Outra vez o seu esforço para negar que haja real hostilidade aos judeus. O anti-semitismo não se baseia em intolerância religiosa.



Mas que gentalha! Pergunte ao Henry Ford que ele responde-lhe como você quer. A resposta está nos Protocolos dos Sábios de Sião.
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 9:20 am

Um texto que vale a pena ler. [url=http://ruadajudiaria.com/index.php?p=20 ]Novo Antisemitismo? [/url]. Falta-lhe a tentativa de explicação do Postone, mas descreve bem o fenómeno.. Não aprecio lá muito certas referências mas nem por isso deixa de valer a pena ler. Curiosamente encontrei lá vários termos que eu tenho vindo a usar, mas acabei de ler o texto agora. Não só descreve o fenómeno como descreve a a rejeição de tomar consciência dele. O autor diz-se de esquerda, cita abundantemente certos direitosos. Uma companhia bem mais limpa que todo o lixo anti-semita que uma certa esquerda gosta de citar. Esquerda essa que não vacila em apoiar regimes ultra-autoritários e criminosos. Claramente, ser de esquerda, não é garantia de nada.

avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Isabel em Ter Jan 11, 2011 1:23 pm


Você é que me impõe o sambenito de anti-semita quando não reconhece que as maiores fortunas do mundo estão em mãos de uns poucos homens... judeus. Pois é, são judeus e não morreram no holocausto nazi nem no holocausto cañí.

São judeus e ricos. São ricos e mandam. Não são judeus assassinados, são chefes. Ou é que os ricos de hoje não mandam em ninguém e são uns santos?
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Declaro-me adorador do judeu Jesus

Mensagem  AGIL em Ter Jan 11, 2011 1:50 pm

Declaro-me adorador do judeu Jesus, crucificado pelos não judeus romanos à instância dos judeus chefes do judaismo institucional... Talvez porque o tal judeu Jesus os chamara de sepulcros branquejados e por riba os flagelara no templo de Jerusalém justamente por fazerem da casa de Deus cova de ladrões judeus.

Portanto, meu Deus!, o judeu Jesus tinha de ser antijudeu; portanto, antissemita; portanto...

E que me dizem do outro judeu Paulo? Que chegou a predicar a inexistência de judeus e não judeus, porque todos se tornaram iguais perante o Senhor Jesus? Nem circuncissos nem incircuncissos (as mulheres não contavam...): todos são filhos igualmente do Deus, Iavé.

Que por que digo ou contra-argumento isto: Porque, meus, a discussão em causa, no que fui capaz de ler, é simples proposta fideísta duma parte e tentativas de racionalizar essa proposta, sempre infrutuosa: Contra a fé sem razões nunca podem aduzir-se razões que purifiquem essa fé.

Mais nada e adeus! (Sou consequente: Não discutirei mais, exposta de vez a minha opinião ao caso.

AGIL

Mensagens : 88
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 3:31 pm

É pena ver estas reacções. Um excerto que vem a propósito do post da Rua da Judiaria:

As sociedades democráticas ocidentais tendem a acreditar – como matéria probatória da sua própria essência – na obrigatoriedade de aceitar todos os tipos de opinião, ao abrigo dos conceitos de Liberdade de Expressão. Mas será o antisemitismo simplesmente uma opinião? Em Réflexions sur la Question Juive, Sartre responde: “Antisemitismo não se enquadra na categoria de ideias protegidas pelo direito de livre opinião. Na verdade é bem diferente de uma ideia. É antes de mais uma paixão. (…) Longe da experiência produzir esta ‘ideia’ do judeu, é esta que enforma a experiência. Se o judeu não existisse, o antisemita haveria de o inventar.” Mais à frente acrescentaria uma frase emblemática já citada neste blog: “Il ne s’agit pas là d’une opinion mais d’un délit.”
Na prática, e em última análise, o antisemitismo é irracional e desafia qualquer enquadramento lógico. Por isso mesmo desisti há muito de entrar em discussões com antisemitas. Não vale a pena. É uma perda de tempo. Como escreveu Jonathan Swift: “É inútil tentar dissuadir racionalmente um homem de algo que ele não concluiu pela razão.”
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 11, 2011 5:08 pm

Bom, como o anti-semitismo é endémico por aqui, não vale a pena discutir.

Vou apresentar um texto em que a tradição judaica inspira a superação do mundo do dinheiro:
Everything's Relative: comedy,cabbala, communism


Everything's Relative: comedy,cabbala, communism
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Isabel em Qua Jan 12, 2011 1:57 am


Então estás a dizer que esses banqueiros são maus judeus? Pode ser, são o tipo de pessoa que nenhum coletivo desejaria para ele...
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Qua Jan 12, 2011 3:58 am

Isabel escreveu:
Então estás a dizer que esses banqueiros são maus judeus? Pode ser, são o tipo de pessoa que nenhum coletivo desejaria para ele...

Mas que banqueiros? E que importa se um banqueiro é judeu ou não, já que os vários indivíduos enquanto banqueiros não agem em quanto judeus ou alemães, e além disso os bancos não são propriedade de banqueiros individuais? Essa obsessão com banqueiros judeus é precisamente um dos elementos que caracteriza o anti-semitismo. Além disso, o anti-capitalismo não se pode basear em atacar os banqueiros judeus, ou simplesmente os banqueiros. O anti-capitalismo tem que se basear na acção directa do proletariado contra o capital e o seu estado, comunizando a sociedade, apropriando-se de todos os meios de produção e acabando com a troca mercantil. Só os pequeno-burgueses reaccionários é que vêem o mal na finança, sobretudo na finança internacional. O proletário identifica o problema na sua própria condição, no trabalho a que está sujeito, no seu desapossamento.

Além disso, você parece atribuir aos banqueiros gordos judeus uma espécie de maldade não-humana. Como se eles mais não fizessem que a sua função no capitalismo. A ganância, a concorrência são ditadas pelo capitalismo e não o contrário. O único sentido que vejo nessa sua obsessão é que está influenciada por algum mito anti-semita do judeu como semente do diabo, filho da serpente. Como lê e vê vídeos onde aparecem esses temas, mesmo que sob formas codificadas, acaba por ser influenciada.
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Qua Jan 12, 2011 4:45 am

Uma nota que creio que contribui para se perceber que além do possível anti-semitismo real, e irracional de alguns, podem existir também outros factores que impedem que se discuta seriamente este assunto. Na verdade, já tenho vindo a falar disso, e se é monólogo é porque ninguém responde ou reage.

Já referi que esta discussão fica poluída por uma polarização prévia à discussão. Como se falar de anti-semitismo fosse apenas uma manobra dos "sionistas" para imporem uma espécie de chantagem e desqualificarem com um rótulo infamante todo um sector anti-imperialista. Claro que não se pode partir dessa posição senão não se parte de todo. No entanto é verdade que existe esse tipo de denunciadores do anti-semitismo, e que nem por isso deixam de ter razão em alguns pontos específicos.

Por exemplo, no artigo da Rua da Judiaria que recomendei aparecem duas hiperligações para blogs onde se desfaz a ideia que anti-semitismo seria um preconceito que atinge também os árabes. Nesses blogs, esse esclarecimento está bem feito. Mas é fácil de constatar, olhando para outros posts desses mesmos blogs, que essa gente é extremamente reaccionária. Num deles faz-se uma campanha sistemática de hostilidade contra os árabes. Justifica-se todas as medidas xenófobas contra eles em países europeus e defende-se todo o tipo de agressões imperialistas contra esses países. No outro, defende-se a pena de morte em nome de D-us, contra as classes perigosas.

O mundo poderia ser mais simples mas não é, e como tal temos que levar isso em conta.
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Isabel em Qua Jan 12, 2011 7:15 am

Ganda Tanga escreveu:
Isabel escreveu:
Então estás a dizer que esses banqueiros são maus judeus? Pode ser, são o tipo de pessoa que nenhum coletivo desejaria para ele...

Mas que banqueiros?

Como que que banqueiros? Os que te disse noutro post, não sei em qual.


Ganda Tanga escreveu:E que importa se um banqueiro é judeu ou não, já que os vários indivíduos enquanto banqueiros não agem em quanto judeus ou alemães, e além disso os bancos não são propriedade de banqueiros individuais?

O pior é que haverá mais, sim. E serão todos judeus ou haverá algum que o não seja? Eles agem como banqueiros, não sei se nas suas atividades depredadoras influi muito a sua condição religiosa. Tu sabes algo disso? Em qualquer caso, parece que concordamos em que são maus judeus.


Essa obsessão com banqueiros judeus é precisamente um dos elementos que caracteriza o anti-semitismo.

Falamos do FMI, do Banco Mundial, e dos principais bancos estadunidenses. Falamos das pessoas que levaram para a frente, em conivência com os estados, o sistema capitalista atual que todos padecemos. Acho normal a "obsessão" nestas circunstâncias.


Além disso, você parece atribuir aos banqueiros gordos judeus uma espécie de maldade não-humana.

Eu? A maldade é humana, eu não creio nem em deus nem no diabo.


Como se eles mais não fizessem que a sua função no capitalismo.

Laughing A lei natural: o mais forte ganha ao mais fraco. Os banqueiros ganham na selva capitalista. Única saída: a roleta russa.


A ganância, a concorrência são ditadas pelo capitalismo e não o contrário.


Quem foge de lhe pôr rosto ao capitalismo não é da minha confiança. O teu avatar é mesmo acaído, Ganda Tanga.

avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Qua Jan 12, 2011 7:37 am

Isabel, não me espanta a sua reacção tendo em conta a reacção (mesmo que seja o silêncio) de outros. Acho que não me posso explicar mais claramente. Em todo o caso recomendo-lhe que vá lendo textos do site Public Eye e um pouco de crítica da economia política marxista. Parece que em Espanha editaram uma introdução ao Capital do alemão Michael Henrich, e é muito recomendada. Talvez isso lhe estimule a ler o Capital ou a entender o texto do Kurz que publiquei noutro fio. Mas pelo menos, devia olhar para os textos do Public Eye. Não estou a ser paternalista. Sei que a crítica marxista não é imediatamente satisfatória porque ataca aspectos profundos da sociedade do capital e que as pessoas preferem uma crítica que lhes parece mais natural, mais conforme a maneiras de pensar típicas nesta sociedade e que parecem lidar com aspectos mais visíveis ou aparentemente mais concretos, embora por vezes esses aspectos concretos não passem de fantasmagorias. E essas "críticas" mais apelativas baseiam-se no conspiracionismo. Tendem a ser absorventes emocionalmente e possuem uma lógica paranóica que transforma as críticas a ela em parte do seu sistema explicativo como ferramentas de hipnotização ao serviço das elites. No entanto, se ainda não foi completamente carcomida por essa lógica, deve achar interessante que haja quem critique todo esse universo explicativo que tende a produzir alegações cada vez mais fantásticas. Normalmente coexistem várias versões dessas teorias conspiracionistas, e o iniciado vai progressivamente aceitando as mais delirantes, sendo as anteriores estágios onde se vão perdendo as "inibições" críticas. Como os textos desse site são escritos com clareza, simplicidade e são curtos, acho que lhe merecem uma certa atenção.
http://www.publiceye.org/conspire/index.html
http://www.publiceye.org/antisemitism/newint.html
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Qua Jan 12, 2011 8:37 am

Entretanto, uma última tentativa.

Em qualquer caso, parece que concordamos em que são maus judeus.

Quem foge de lhe pôr rosto ao capitalismo não é da minha confiança. O teu avatar é mesmo acaído, Ganda Tanga.

A que vem ao caso se são maus judeus ou bons judeus? Nem sequer vem ao caso se são boas pessoas ou más pessoas, precisamente porque o comportamento deles é conforme a uma lógica impessoal, para a qual não importa se são judeus ou especialmente maus. Pelo contrário, essa lógica que organiza a sociedade a vários níveis, produz subjectividades que lhe sejam adequadas. Pôr rostos no capitalismo, por isso, só confunde. Tanto são maus eles como qualquer galeguinho ou portuguesito modesto. Em Portugal tem sido notícia o assassinato com torturas macabras, de um homossexual rico, famoso e velho por um jovem, homossexual não muito assumido, e algo mercenário. As reacções da populaça têm sido muitas vezes do pior que há. As pessoas são produzidas com certas limitações por um processo social através do qual têm que encontrar um lugar nesta sociedade. Não estão fora dela, por mais vítimas que sejam dela, e por mais que haja espaço para se poderem opor a ela, individualmente ou colectivamente.

O meu avatar é acaído a quê? À minha relutância em visar pessoalmente uma caricatura do capital financeiro global e desenraizado (gordo, judeu)?

Essa crítica é perigosa não só porque é errónea ou supostamente inofensiva (porque só atacaria gente má, ou judeus maus) mas porque está na base do anti-semitismo que tem como consequência tendências exterminadoras. Tanto é assim que pode ser transvestida também em anti-sionismo, em anti-liberalismo (conservador e reaccionário: anti-intelecualismo, anti-feminismo, homofobia, anti-comunismo).

Um exemplo do vício de pensamento que está por detrás dessa crítica anti-elitista. A materialização desse anti-semitismo anti-elites desembocou sempre no ataque a todos os membros do "grupo" alargado visado, sobretudo foram sempre estes elementos mais vulneráveis os mais visados e não nenhuma elite. Mas já me esquecia do exemplo. Os anti-sionistas descuidados costumam falar, e exagerar e deturpar, certas associações de um certo sionismo (raramente fazem esta qualificação e dizem todo o sionismo) com o nazismo. O que seria uma prova de que mesmo os nazis podem conviver com judeus "bons". No entanto costumam alegar que certos discursos deles não são anti-semitas porque também se colocam do lado de judeus "bons" (os cretinos religiosos judeus anti-sionistas, por exemplo). Como se o anti-semitismo definisse com clareza o inimigo, e como se expressões bastante nebulosas nessa ideologia, como o Judeu, ou o Sionista, estivessem pelo contrário bem delimitadas. Porque uma coisa é usar um termo preciso e muitas vezes artificial (dentro da estrutura explicativa e às vezes usado como desculpa) e outra, a maneira como se desdobra na prática o ataque. Podem pretender visar o banqueiro judeu ou o lobbista sionista, mas como essa estrutura à qual se referem é bastante artificial e só tem sentido dentro da própria ideologia (conspiração de banqueiros constituindo uma quinta-coluna, ou lobbista pró-Israel não identificado concretamente mas a partir de construtos não verificáveis, o Lobby que seria mais que as associações de pressão visíveis). E assim, o ataque motivado por essa ideologia, sobretudo a feita realmente por pessoas pouco dadas a subtilezas analíticas, transforma-se em racismo generalizado. Acresce a esta nebulosidade que o judeu ou o sionista são identificações da própria abstracção do capital financeiro ou da tendência à globalização. E querer pôr caras a estas abstracções reais, mas mesmo assim impessoais, e que é a tendência própria ao pensamento corrente, não só não permite conter o banqueiro judeu no grupo selecto de banqueiros de elite, ou o lobbista sionista no membro de uma associação de pressão realmente existente, mas ao não conseguir fazer essa delimitação transforma-se em gerador de suspeita em relação a todo o grupo donde saem esses personagens, e inegavelmente esse grupo são os judeus. E ao fazer isto santifica e limpa as mãos do imperialismo e do capitalismo "nacional" americano.


avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Sab Jan 15, 2011 6:57 pm

Contra o anti-semitismo, contra o sionismo | Sionismo.net : http://sionismo.net/judaismo-2/contra-el-antisemitismo-contra-el-sionismo/

Nesta página, anti-sionista, não caem na estupidez de usar o argumento de que os árabes são semitas para deslegitimar a crítica do anti-semitismo, nem negam a realidade e o problema do anti-semitismo.

Algunas personas intentan explicar el respaldo a Israel por parte de EEUU y la Unión Europea recurriendo a una supuesta “conspiración judía”. Los que participaron en las movilizaciones contra la guerra de 2003 deberían haber aprendido lo suficiente acerca de los intereses imperialistas en Oriente Medio, de la importancia del petróleo, etc. como para saber que la foto de las Azores no surgió de ninguna “conspiración judía”. Son estos mismos intereses los que explican el apoyo occidental a Israel.

Más allá de las confusiones creadas, el antisemitismo es un problema real, que no debe tomarse a la ligera.

Argumentar, por ejemplo, que no se puede hablar del antisemitismo contra los judíos, porque los palestinos también son un pueblo semítico, no nos hace avanzar ni un ápice (6). Llámese antisemitismo, judeofobia, o lo que sea, es innegable que ha existido, y existe, en Europa un racismo dirigido específicamente contra la gente judía. Durante la primera mitad del s.XX, fue una de las formas más extendidas de racismo en Occidente; hoy lo superan otras formas —como la islamofobia— pero sigue existiendo y que hay que combatirlo.


Adição: Mas o site não é inocente. Publicaram este texto mas publicam lixo claramente anti-semita dum tal Partido Anti-Sionista francês.
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Isabel em Sab Jan 15, 2011 9:46 pm

Ganda Tanga escreveu: E querer pôr caras a estas abstracções reais, mas mesmo assim impessoais, e que é a tendência própria ao pensamento corrente, não só não permite conter o banqueiro judeu no grupo selecto de banqueiros de elite, ou o lobbista sionista no membro de uma associação de pressão realmente existente, mas ao não conseguir fazer essa delimitação transforma-se em gerador de suspeita em relação a todo o grupo donde saem esses personagens, e inegavelmente esse grupo são os judeus. E ao fazer isto santifica e limpa as mãos do imperialismo e do capitalismo "nacional" americano.

Pelo que eu sei, os judeus em Nova Iorque não são nada suspeitos, mais bem são respeitados e temidos como qualquer rico nos EUA. Muito respeitados e temidos, e louvados. E nacionais estadunidenses da melhor estirpe...

Acredite que li as suas mensagens acima. Mas diz-me, por que têm tanto dinheiro esses judeus? Porque o ganharam com o suor da sua frente?

Sendo banqueiros tanto faz que sejam judeus, muçulmanos ou cristãos, tu mesmo o dizes. Mas não dizes muito mais.


avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Dom Jan 16, 2011 10:04 am

Para começar, você é que pretende que os banqueiros são judeus. Os banqueiros que são judeus têm tanto dinheiro pela mesma razão dos outros banqueiros terem muito dinheiro.

O que eu disse foi que o mito da conspiração dos banqueiros judeus ou do lobby judeu a controlar o mundo, instala suspeita contra todos os judeus. Mesmo que haja banqueiros judeus ou judeus "sionistas" muito maus, a denúncia feita nesses termos, conspiranóicos, além de ser falsa (no alcance, no exclusivismo), tem consequências sobre todos os judeus sobretudo os mais vulneráveis.

E não é verdade que sejam bem vistos. Existe muito populismo anti-semita nos estados unidos, muitas vezes codificado nas várias teorias da conspiração. A crise propicia o seu aumento.

Outra coisa, mais relacionada com o anti-sionismo. Se os árabes conseguissem inverter as relações de força, será que os esquerdóides anti-colonialistas passariam a defender os judeus perseguidos e a defender a sua auto-determinação?

A discussão feita em termos burgueses, ou seja, em termos de nacionalismo, origina polarizações cheias de mistificações, dos dois lados. Ignora-se completamente que Israel foi agredido na sua fundação pelos países árabes, que se tivessem sido bem sucedidos teria criado uma situação terrível para os judeus, por isso os esquerdistas na altura tinham outra posição sobre o conflito, ignora-se o papel da perseguição aos judeus no influxo de imigrantes, tanto da Europa como dos países árabes, ignora-se o terrorismo árabe contra a população israelita, etc. Estou a referir-me ao que se "ignora" na esquerda, porque o que se pretende passar em silêncio na direita é dito aqui muitas vezes.

Nos países árabes o anti-semitismo é mainstream e há alianças entre os anti-imperialistas europeus e esse nacionalismo árabe. O Partido Anti-sionista francês é um claro exemplo. Não é porque existe o grande problema da xenofobia e racismo contra a imigração árabe na Europa que se deve desculpar que uma escumalha com discurso anti-imperialista como esse PAS promova o anti-semitismo, chame sionismo à sua teoria da conspiração do domínio dos judeus sobre o mundo, e defende governos e grupos reaccionários nos países árabes. Na página sionismo.net divulgam essa gente, que pretende que o bush e o obama são marionetas do "sionismo", que toda a política MUNDIAL É CONTROLADA POR ESSE FANTASMAGÓRICO sionismo. Divulgam um texto duma venezuelana de origem palestiniana, que pretende que o verdadeiro anti-semitismo é o praticado pelos asquenazes de israel contra os palestinianos e que chaves é um grande tipo. Como se o anti-semitismo não fosse precisamente a perseguição aos judeus, e como se o Chavez e o seu aliado iraniano não fossem ambos verdadeiros anti-semitas! O esquerdismo que já é um lixo porque é a ala esquerda do capital, na sua defesa do nacionalismo, e na sua baixeza a defender prioritariamente nacionalismos absolutamente bárbaros e criminosos, ainda decide fazer sua minorização*, quando não a defesa, do anti-semitismo.

*escrevi minorização porque não me veio a palavra exacta. refiro-e ao acto apoucar.

avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sobre Sabra e Chatila

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Dom Jan 16, 2011 4:52 pm

Nathan Weinstock escreveu no passado um livro muito citado pelos anti-sionistas. Entretanto abandonou essa perspectiva.

Tenho lido alguns textos dele, e infelizmente vejo-me sem capacidade para os avaliar. São história séria (tal como os anti-sionistas classificaram decerto os seus trabalhos anti-sionistas) ou serão propaganda sionista? Se são sérios abalam fortemente a visão dos palestinianos como simples vítimas.

sobre o estatuto inferior dos judeus no mundo islâmico e como isso pode ter um papel na não aceitação de israel. refere que os pogroms na terra santa não tinham um conteúdo anti-colonial mas pelo contrário, colonial.
http://www.amitiesquebec-israel.org/textes/chiens.htm (fr)

http://www.emperors-clothes.com/docs/weinstock.htm (ing)


e
sobre a singularização deste massacre que se deu entre outros na mesma guerra:
http://www.primo-info.eu/recherche.php?numdoc=Do-931098658 (fr) sobre Sabra e Chatila


avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Seg Jan 17, 2011 6:20 pm

encontrada na net:

Story is told of a Jewish man who was riding on the subway reading an Arab newspaper. A friend of his, who happened to be riding in the same subway car, noticed this strange phenomenon.

Very upset, he approached the newspaper reader. "Moshe, have you lost your mind? Why are you reading an Arab newspaper?"

Moshe replied, "I used to read the Jewish newspaper, but what did I find? Jews being persecuted, Israel being attacked, Jews disappearing through assimilation and intermarriage, Jews living in poverty. So I switched to the Arab newspaper. Now what do I find? Jews own all the banks, Jews control the media, Jews are all rich and powerful, Jews rule the world. The news is so much better!"

No Natal dão moedas de ouro aos filhos!!!
http://en.wikipedia.org/wiki/Gelt


avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UM OUTRO OUTONO ALEMÃO

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum