Pintura e escultura do mundo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Pintura e escultura do mundo

Mensagem  Joanlogo em Sab Fev 19, 2011 12:05 am



Os Bébados ou Festejando o S. Martinho
óleo sobre tela pintado em 1907

Pintura de José Vital Branco Malhoa
(Caldas da Rainha, 28 de Abril de 1855 – Figueiró dos Vinhos, 26 de Outubro de 1933)
conhecido como José Malhoa

Joanlogo

Mensagens: 177
Data de inscrição: 26/12/2010
Idade: 58

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pintura e escultura do mundo

Mensagem  Joanlogo em Dom Fev 20, 2011 12:17 am




Após a destruição de Psara

Nikolaos Gysis (en grec moderne Νικόλαος Γύζης)

pintor grego nascido em Sklavochori da ilha de Tinos em 1 de março de 1842 e morreu em Munique em 4 de janeiro de 1901.


(Tinos, em grego Τήνος, Tínos, é uma ilha grega, no mar Egeu que faz parte do arquipélago das Cíclades)

Joanlogo

Mensagens: 177
Data de inscrição: 26/12/2010
Idade: 58

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pintura e escultura do mundo

Mensagem  Joanlogo em Sex Fev 25, 2011 2:03 pm



Dia de verão no rio - 1880

Périclès Pantazis, em grego Περικλής Πανταζής

Nascido em 13 de marco de 1849 em Atenas, e morreu 25 de janeiro de 1884 em Bruxelas.

Formado na Escola de Belas Artes de Atenas desde 1861 até 1871, sob a direcção de Nikiforos Lytras continuou os seus estudos em Munique e, em seguida, mudou-se para Marselha e depois para Paris. Frequentou o atelier de Gustave Courbet e Chintreuil Antoine, e lá descobriu as obras de Eugene Boudin, Johan Barthold Jongkind e do movimento impressionista.

Em 1873, com uma carta de referência escrita por Edouard Manet, mudou-se para Bruxelas, na Bélgica, onde João Economou (Ιωάννη Οικονόμου), um comerciante de vinho grego, lhe encomendou muitas pinturas.
Pantazis tornou-se membro de um grupo anti-acadêmico artístico chamado Círculo de la pâte (significando o Círculo de cor), e membro do Groupe des XX com o pintor Guillaume Vogels e o escultor Auguste Philippette com cuja irmã casou. Em 1878 ele representou a Grécia na Bienal Internacional de Arte de Paris.
Morreu de tuberculose aos 35 anos, em Bruxelas.

Na Bélgica, Péricles Pantazis tem trabalhado frequentemente na costa de Nieuport em Zoniënwoud perto de Bruxelas, e em torno Anseremme na Meuse.

Joanlogo

Mensagens: 177
Data de inscrição: 26/12/2010
Idade: 58

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pintura e escultura do mundo

Mensagem  Carmen em Sab Fev 26, 2011 11:29 pm



Vénus de Brassempouy

Também conhecida como Dama de Brassempouy e Dama do Capuz, foi esculpida em marfim de mamute há aproximadamente 24 000 anos. As suas medidas são: 1,9 cm de largura, 2,2 cm de profundidade e 3,5 cm de altura.

É um dos exemplares mais antigos de artefactos pré-históricos que representam a face humana.

Descobriu-se em 1894 perto de Brassempouy (Landes).



Carmen

Mensagens: 28
Data de inscrição: 27/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

UMAS BREVES NOTÍCIAS DUM PINTOR GALEGO QUASE ESQUECIDO

Mensagem  Joanlogo em Dom Fev 27, 2011 6:45 pm

Manuel Bujados, de nome civil Arcádio Manuel Bujados Fernández nasceu na cidade de Viveiro em 12 de janeiro de 1889. Filho de um comerciante, João Bujados, natural de Alzira (Valência) com comercio na Praça Maior e de Saturnina Fernández, natural de Mondonhedo, sendo os seus avós por linha paterna Manuel Bujados e Maria Pardo de Alzira e por linha materna de Francisco Fernández, nascido em Maanhoça (nas Astúrias) e de Francisca Palmeiro e Justa nascida em San Pedro Fiz de Roupar paróquia do concelho luguês de Germade, na comarca da Terra Chã, segundo consta na Partida Baptismal da Paróquia de Santiago e São Francisco de Mondonhedo de 17 de fevereiro de 1877, Livro VII, fólio 75, certificada polo padre Leôncio Pia Martinez. Com seis anos emigra para a República Argentina junto do seu irmão maior. Seu irmão empenhou-se que estudasse medicina mas, ele, negou-se em redondo e um bilhete de barco levou-o de volta em Viveiro. Já em Viveiro, seu pai manda-o para o Escorial com o fim de fazer estudos para engenheiro. Em Madrid não só levou um vida desordenada e boêmia sendo incapaz de tirar os seus estudos com proveito mas ainda enganou o pai falsificando as qualificações. Descoberto o engano o pai rompeu qualquer relação com aquele filho de batoteira vida. Seu amigo José francês consegue para ele um emprego na revista madrilenha La Esfera onde assinou os seus trabalhos sob pseudônimos. Após estas colaborações bem pagas em 1913 expõe várias vezes os seus quadros até 1927 onde, na sua última exposição colga dezanove das suas melhores pinturas.

Este artista não quedo, cu de não bom assento decidiu ir para a Argentina outra vez para fazer lá uma grande exposição, mas a morte surpreendeu-o em Belle Vile em 1935 com apenas quarenta e sete anos e em plena produção artística.

Alberte Vilanova em “Los gallegos en la Argentina” escreve:
Era Bujados, além disso, um delicado pianista e homem de seleta cultura musical. Igual Schumann, que Bach, que Daquin, que Couperin, que Scarlatti ou Mozart, os seus compositores favoritos, eram magnificamente interpretados por ele ao piano. Em Madrid teve algum tempo o seu atelier, onde também trabalhava outro pintor de Viveiro, Fermim González Prieto, hoje um dos mais consagrados artistas espanhóis” (Vol. II, p. 1274).
E Francisco Lança Álvarez em “Dos mil nombres gallegos”, obra publicada em Buenos Aires em 1953 assina:
Pintor e debuxante contemporâneo, autor de quadros e estampas que o acreditam como um dos mais pessoais artistas espanhóis do nosso tempo. A sua técnica – diz um crítico – surpreende e maravilha, tem paciências de oriental, e brilhantezes de esmaltita. O seu domínio técnico, a sua fantasia e a sua cultura permitem-lhe ser, à vez dum notabilíssimo pintor, um ilustrador que nos faz lembrar o genial Doré.”

Eis três obras deste pintor e debuxante galego injustamente esquecido.







Debuxo para a portada dum romance de Concha Espina, na Editorial Renacimiento, Madrid, 1923.





Portada para a Tragedia Romancesca en tres actos de Jacinto Grau. Editorial Minerva S. E., Madrid, 1917.


Joanlogo

Mensagens: 177
Data de inscrição: 26/12/2010
Idade: 58

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pintura e escultura do mundo

Mensagem  Joanlogo em Seg Fev 28, 2011 10:00 pm



Motra Tone - Irmã Tone

KOL IDROMENO (1860-1939)

Kol Idromeno é o mais famoso pintor do período do Renascimento Nacional Albanês. Nasceu em Shkodra, onde aprendeu os primeiros rudimentos da fotografia de Peter Marubi. Em 1876 permaneceu por vários meses na Academia de Belas Artes de Veneza, e depois trabalhou no atelier de um pintor italiano. Quando voltou para a Albânia em 1878, ficou envolvido numa série de atividades diferentes, trabalhando como arquiteto, escultor, fotógrafo, cenógrafo, engenheiro e pintor.

Foi o iniciador da primeira exposição em Shkodra (1923) e participou da primeira exposição nacional de Arte em Tirana (1931) e o primeiro que levou o cinema para a Albânia (1912). Ele também ocupou uma correspondência com os irmãos Lumière em Paris.

As suas pinturas são muito ricas em detalhes e com um alto valor artístico. Criou um grande número de composições de alto valor etnográfico. Seu retrato "Irmã Tone"não é apenas sua obra prima, mas um dos melhores quadros de todas as artes gráficas na Albânia.

Idromeno também se destaca como o primeiro pintor de paisagens na escola de pintura moderna Albânia e como pioneiro da pintura realista secular. O seu nome tornou-se conhecido no exterior graças a sua exposições internacionais, como Budapeste em 1900, Nova York em 1939, etc.

As suas pinturas e fotografias ornam agora a Galeria de Belas Artes de Tirana, Shkodra, etc.

Joanlogo

Mensagens: 177
Data de inscrição: 26/12/2010
Idade: 58

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Estátua de Rosalia na Praça da Galiza, no Porto

Mensagem  Joanlogo em Dom Mar 06, 2011 1:48 pm



Salvador Carvão da Silva d'Eça Barata Feyo

(Moçâmedes, 5 de diciembre de 1899 — 31 de enero de 1990)

Rosalia de Castro - criada em 1951 e inaugurada em Setembro de 1954.
localiza-se na Praça da Galiza, em Massarelos, no Porto.

Joanlogo

Mensagens: 177
Data de inscrição: 26/12/2010
Idade: 58

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum