“compreensom das pretensons das naçons”

Ir em baixo

“compreensom das pretensons das naçons”

Mensagem  cdurão em Qui Abr 21, 2011 1:18 am

http://www.diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=14724%3Arui-pereira-existe-compreensom-das-pretensons-das-nacons-ibericas-ibericas-na-consciencia-portuguesa&catid=10%3Acomunicacom&Itemid=40&sms_ss=facebook&at_xt=4daf7739c925d263%2C0

Na entrevista ao jornalista português Rui Pereira, diz ele: “a Galiza tem, como naçom, umha presença ténue na consciência portuguesa”, e é de agradecer essa sinceridade.

Ora bem: o que estamos a fazer nós, acima na Raia, para que essa ténue consciência seja firme e duradoura? Pois há divisão de opiniões, como na tauromaquia: ha quem assume abertamente que a Galiza é lusófona, e atua em consequência, e há quem ainda teima na ambiguidade (aquele “entre o sí e o non” do poeta Franco Grande); p.ex. essa “compreensom das pretensons das naçons”? “quiger”? “fijo”? ... seguro que o Rui falou assim? há gralhas? ou é deturpação sistemática?

Não tenho outra que citar o presidente da AGLP: “chamar-lhe língua galega ao que é língua portuguesa da Galiza para todo o âmbito lusófono é uma maneira de enganá-los, porque é uma maneira de fazer-lhes ver que isso não tem nada a ver com eles. Porque não se chama língua brasileira: chama-se língua portuguesa do Brasil. [...] Temos que ter uma instituição que para o resto do mundo lusófono seja claramente lusófona: língua portuguesa da Galiza, não língua galega” (J.M. Montero Santalha, na apresentação da Associação Cultural Pró-Academia Galega da Língua Portuguesa: http://www.academiagalega.org/index2.php?option=com_content&task=emailform&id=13&itemid=27)

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “compreensom das pretensons das naçons”

Mensagem  Isabel em Qui Abr 21, 2011 2:05 am


O caro Eduardo é um excelente professor de língua portuguesa empenhado em usar a norma AGAL para representar só as falas galegas. Portanto, este é um passo adiante na sua evolução individual. Agora já usa a norma AGAL para representar a fala de um português, reconhecendo assim que nas línguas normais não há univocidade entre escrita e fala.

Acho boa notícia, sobretudo para ele.
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum