"O português no ensino da Galiza"

Ir em baixo

"O português no ensino da Galiza"

Mensagem  cdurão em Sex Mar 11, 2011 11:12 pm


cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O português no ensino da Galiza"

Mensagem  Gascon em Sab Mar 12, 2011 5:12 am

Carlos, se o espanholismo se opom à introduiçóm do português como lingua estrangeira, espera a que se lhe ponha de diante a introduiçóm do português como verdadeira lingua galega ... nom ides durar nem tres minutos ...

Saudinha!
avatar
Gascon

Mensagens : 142
Data de inscrição : 28/01/2011

Ver perfil do usuário http://ogalegodeseu.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O português no ensino da Galiza"

Mensagem  cdurão em Sab Mar 12, 2011 5:14 am

Cá te espero!

cdurão

Mensagens : 302
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O português no ensino da Galiza"

Mensagem  Pedro Bravo em Dom Mar 13, 2011 3:55 pm

O artigo, "O português no ensino da Galiza", publicou-se também no PGL, com este subtítulo: As vantagens de estudar português são evidentes, e nem é preciso qualquer confessionalidade reintegracionista para vê-las; e originariamente em Terra e Tempo, com o subtítulo É apenas sentido comum: as vantagens de o alunado galego estudar português são evidentes.

Neste último médio compareceu o inevitável "antilusista", com este "comentário" (?):
Para galegofobia a que teñen os portugueses. Nos anos trinta a vila de Aldeia Galega do Ribatejo pediu o cambio de nome para Montijo (actual), por consideraren os seus habitantes un alcume o termo "galega". Nunca pasóu tal en España cos numerosos topónimos "gallegos" existentes. En Portugal o noso acento é despreciado e o noso feito diferencial ignorado. Na librería Bertrand de Lisboa é imposible achar un só libro en galego. Hainos na Casa del Libro de Madrid. Eu falo un portugues aceptable mais ao notaren o meu acento os portugueses invariablemente cambian para o español. Os portugueses non nos queren. De feito, eles independizáronse de nos, da Gallaecia. Gusto de Portugal e da sua cultura, mais a identificación é imposible por causa deles. Que se vaian á merda cos seus vellos prexuicios contra nós. Agora a Galicia española é máis desenvolvida e moderna que o seu país, á cola de Europa. Os galegos falamos a nosa vella lingua si queremos e tamén o moito máis importante español, e formamos parte dun estado socialmente máis avanzado.
Ao que respondi:
0) O corajoso anônimo "antilusista" nos lembrando o “memorial de agravos” e demais réstia de preconceitos...
1) apresenta o argumentário do PP em versão pulcra, não a que ouvimos no PPaletomento;
2) não diz em que obsta tudo isso para a proposta de que se está a falar;
3) esquece que não é questão de remexer emoções, mas de formular razões;
4) divulga os lugares comuns dos rancorosos. Mas os galegos não podemos permitir-nos o luxo de seguir comendo cizânia;
5) vê a palha no olho alheio e não a cidade da cultura no próprio;
6) talvez pretende que esqueçamos aos argentinos, pelas suas piadas de galegos;
7) ou a deturpação sistemática da toponímia galega na Galiza estremeira; não falemos da nossa onomástica;
Cool ou a obstaculização da recepção das TV portuguesas;
9) esquece-se de acrescentar que seguramente o fazem com pior intenção que os “galegos” (mesmo funcionários) que te respondem em castelhano quando lhes falas em galego;
10) esquece os ódios e invejas localistas entre galegos;
11) semelha partir da incompatibilidade entre o acréscimo das nossas possibilidades e a pertença ao Estado espanhol;
12) subliminal e satisfeitamente nos lembra a condição dependente e subsidiária de Galiza a respeito de Espanha;
13) também apresenta sinteticamente o bilingüismo harmônico: a velha e o importante (lirismo e arrogância);
14) diz que fala galego quando lhe peta ["si queremos", sic] e castelhano, então, quando não fica outro remédio...;
15) Que sorte contar com Catalunha e a “solidariedade obrigatória”.
O antilusista oficial deste foro escreve:
Carlos, se o espanholismo se opom à introduiçóm do português como lingua estrangeira, espera a que se lhe ponha de diante a introduiçóm do português como verdadeira lingua galega ... nom ides durar nem tres minutos ...
Ao que se pode acrescentar:

1) Em princípio, que não aceita o menos não vai aceitar o mais. Em princípio, pois...
2) Vemos que na Extremadura e noutros lugares o espanholismo não se opõe, tudo o contrário, à introdução do português como língua estrangeira.
3) O que quer dizer que a oposição na Galiza, onde há mais razões objetivas para a introdução do português, só pode dever-se a que se considera um perigo ou algo desnecessário.
4) Tanto o medo como o excesso de confiança: o medo a que a gente veja ou a presunção de sua superfluidade (como dizia o pparlamentar: qualquer galego entende-se em Portugal sem problemas...), indicam que a oposição ao primeiro (a introdução do português como segunda língua) é, no fundo, oposição ao segundo (a tese da identidade entre galego e português, que aprender português é muito bom para aprimorar o nosso galego).
5) A linguagem tabernária encontra muita receptividade entre os ignorantes (que não faltam, precisamente, na Galiza), mas, uma vez suportado o fedor do alento, comprovamos que as palavras do bêbedo não têm mais sentido que pôr de manifesto sua indigência: fora da taberna, na vida real, na rua, no lugar de trabalho, esses supostos valentões recebem com justiça o nome de "caladinhos". Como imos durar ante os que não apresentam batalha?

avatar
Pedro Bravo

Mensagens : 140
Data de inscrição : 26/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Antigaleguismo de espanholistas e lusistas

Mensagem  Gascon em Seg Mar 14, 2011 4:54 pm

Xa saltou Pedrito el lusista a xustificar esa lusolatria marginal que celebra qualquer escrito com til de nasalidade coma se fose umha grande vitoria “para a causa“. Esquece mesmo que toda a nasalidade que fica na Galiza está, sim, nesas bisbarras dos Ancares, mas som apenas as vacas do Nambu que a concretizam hoje.

Ese antilusista que menciona o Pedrito é tamém um desvergonhado espanholista, por iso se monta o seu onanismo mental do antigaleguismo dos portugueses e mais da identidade gratuita que fai ele da superioridade do estado espanhol coa lingua castelá. Ese antilusismo que serve moi bem pra agachar o espanholismo e negar (ou ignorar) a galeguidade que ainda existe no portugués mais lisboeta. Ese antilusimo que se torna em ignorancia espanholeira e antigalega quando nom é quem de enxergar o sotaque espanhol que deturpa o seu “galego“, e que em vez de limpar prefire desculpar cum suposto “antigaleguismo“ dos portugueses. Mas que esperar de quem di “Galicia“ como se fose o nome galego do país, e nom o resultado da deturpaçóm espanholista?

O meu antilusismo, porém, parte da negaçóm e marginaçóm dos elementos galegos infelizmente perdidos no portugués, e que os lusólatras coma o Pedrito de Briones nom tenhem escrúpulos pra desbotar, na sua patética procura de aceitaçóm mononormativa lusófila. O galego que existir fóra do galego (= no portugués, nos vernaculares brasileiros, etc) deve ser recuperado, antes de aceitar as soluiçóns lusitanas mais modernas. Esta postura, minha, que pasa aquí por isolacionista, é completamente desconhecida e ignorada polos galegos, o que dá fe da grande ignorancia que eles tenhem sobre a sua lingua, que confundem co baralhete galenhol. Mas os lusólatras monoteístas (forxados no cadinho espanhol, que tam bem conhecem de primeira mao xa do berce) nom se interesam com ilustrar este facto, preferindo confundir o persoal co seu idealismo e revisionismo lusófilo, pra desbotar toda hipótese que nom sexa a escolha entre a sua ou a isolacionista galenhola. “O galego será galego-espanhol ou galego-portugués“ pra eles, pra vós, virou em “o galego será galego-espanhol ou português“, conforme coa dinámica de vertigem que vos envolve. Tururú.

Asim deixades o trabalho moi doado pros espanholistas e “antilusistas“ (= espanholista antigalegos, no fundo) se unirem e continuarem coa sua argalhada galenhola. Mas pra vós, escravos da vosa ideologia cosseriuana e sabe deus que mais, tanto tem, porque o que conta é exibir a vosa luz e verdade lusista, e vos congratular os uns aos outros. E quando vos deam bem no cu, quando nos deam a todos nele, como chumbarom a candidatura esa do patrimonio galego português, ou a receiçóm das TV portuguesas, sempre vos consolaredes nos vosos tics e manerismos e pureza lusista, evadindo toda responsabilidade.

Mas a historia ha-vos por no voso lugar, lusólatras: escravos do voso irredentismo linguístico e do voso revisionismo histórico, ignorando a desgaleguizaçóm e espanholizaçóm galopantes dos galegos, aceitando o encerramento do debate normativo, apresentando-o coma umha escolha entre o voso branco (imposivel) e o preto galenhol, confirmades a realidade da desfeita. A vosa proposta lusista nunca pasará de umha escolha elitista de iluminados e semi-autistas, que nom se importam com fazer o ridículo cos seus kilométricos escritos farragosos que ninguém le, mas que som bos por quanto amosam a vosa grande “eruditice“ (falo aqui do Pedrito, mormente).

O galego (o noso) nunca foi portugués, nem será, por muito fetichismo til-ortográfico voso. O galego esmorece, porque os galenholes vivem a conta dese esmorecemento, e vós vos sumades ao circo que confirma a desfeita, dando umha nota de color exótico que nom serve que pra confirmar a xustificar a argalhada galenhola e o imperio da ignorancia. Sodes os falsos profetas, e a desculpa dos galenholistas pra continuarem a mamar.

A historia ha-vos pór no voso lugar, por abandonardes a loita polo galego e vos refugiardes no voso caricaturesco lusismo que ninguém comprende, mas que vos transporta em avatares la onde sondes grandes herois azulados de mais de tres metros que voam em paxaros a grandes alturas sobre o voso virginal planeta planeta Pandora, que é voso todinho e de mais ninguém.
avatar
Gascon

Mensagens : 142
Data de inscrição : 28/01/2011

Ver perfil do usuário http://ogalegodeseu.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "O português no ensino da Galiza"

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum