Sotaques estranhos?

Ir em baixo

Sotaques estranhos?

Mensagem  Nambuangongo em Seg Mar 07, 2011 5:47 pm

Em 2007 botou a andar uma banda corunhesa de funk-rock em galego, os Loretta Martin, com a publicação do seu primeiro disco, Paraíso Distante, do qual também se pode baixar grátis uma versão promocional aqui. Este grupo foi também entrevistado no programa cultural Miradas 2 de TVE:




Até aqui nada novo, um grupo que canta em galego por compromisso cultural com a sua terra e por estética: «utilizar um poco el gallego, que nos parece un, un idioma muy rítmico, muy resultón a la hora de cantar y por supuesto, es algo que llevamos dentro, es, es una forma que salió desde el principio, muy natural, y muy sentimental, no, entonces pues es la, la manera que tienes de dirigir y de transmitir.»

Nenhuma novidade: Grupo galego, que canta em galego, com a contracapa do seu disco, cartazes e tudo quanto o rodeia em «galego normativo». Só pode chamar a atenção a ausência de castelhanismos (além dos normativos) e a correção desse «galego normativo».

Mas olhando este vídeo, podemos pensar que o cantante é brasileiro, ou quando menos que está cantando uma versão brasileira:



Outra vez sem novidades, pois também Uxia põe sotaque português quando canta com Dulce Pontes, sotaque brasileiro quando canta com Socorro Lira, e sotaque moçambicano quando canta com João Afonso. Mas os Loretta Martin, sem se declararem nunca reintegratas, insistem que só cantam em galego... e que eles não estão a cantar em outro idioma essas canções...

E se atuam na TVG, cantam assim, também só em galego, mas num galego onde com total naturalidade convivem os «podo» com os «posso»:



Tenho de confessar que esta banda não está entre as minhas preferências, mas chamou-me a atenção essa questão linguística. Fazendo uma pequena pesquisa pessoal entre amigos meus que conhecem este grupo, aproximadamente 20 pessoas, tanto galegofalantes como castelhanofalantes, para a minha surpresa nenhum tinha apercebido nunca que esta banda cantara «em português» ou que «aportuguesara» o seu galego, simplesmente cantavam «num bom galego» «não tinham pintas de neofalates» ou «galego autêntico» «xenuíno como o de pueblo pero mais coidado, mais culto». Laughing

Pessoalmente acho a «brasileirização» do tema "Saio só" bastante evidente e bastante radical (ao tempo que muito interessante quanto a traços «brasileirizados» e traços «respeitados»), polo que me surpreende muito que ninguém, nem entre as pessoas do meu «experimento» nem em nenhum outro lado os acuse de «brasucas traidores à língua de seu».


Os cantos na maré e os alô imão, que pouco ou nada têm de reintegratas, nem na escrita que envolve essas cousas, nem nos cantores em sim, que continuam com a «mania» de separar fonéticas e deixar bem claro que cantam em «línguas irmás, pero diferentes», sim abriram um importante caminho: o contato dos sotaques. E ainda que as Uxías e Frans tenham medo a fusionar esses sotaques, gente que vem detrás já não tem esses preconceitos.

E os Loreta Martin não são um caso isolado, cada vez são mais frequentes os grupos mistos, principalmente no hip-hop ou nas pequenas agrupações folclóricas (essas que antes iam ao Luar) e que agora também atuam em festivais e encontros além Minho. O contato, influência, interesse e finalmente re-encontro consigo mesmo são cada vez maiores, e com total naturalidade. Na cultura POPular acontecem cousas espontâneas que não entendem de fronteiras administrativas nem ideológicas.

Mágoa não houver mais gente comprometida com tirar esses preconceitos.

O dia que o Bieito Romero de Luar na lubre lhe deixe libertar a Sara Vidal a sua imponente voz com o seu belíssimo sotaque, sem «liminacións» com total naturalidade e total normalidade, terão caído de vez muitos preconceitos dum só jorro. Medo... a quê? O tema «A memória da Noite» já foi cantada assim em São Paulo... por que não quando atuam na Galiza?






Estou a colocar este tópico na categoria Ortofonia, e não pretendo dizer que haja que «brasileirizar» ou «aportuguesar» as falas galegas, senão para pôr em destaque a NATURALIDADE com a que fluem e se FUSIONAM sons e sotaques que hoje estamos (estão?) obsessionados com separar, diferenciar, definir, redefinir, normativizar, regrar, legislar, etc...

Questões que tão duros debates têm aberto nos velhos foros do PGL, mas que para a maioria da gente são pormenores sem nenhuma importância. Poucos diriam que a canção que cantou Sara Vidal em São Paulo é «versión en portugues» diferente da «versión en galego» se não for porque há gente preocupada em etiquetar essas cousas, em marcar as diferenças nas que a gente por si nunca repararia.


Muito poderiam fazer as TVs lusófonas na Galiza... e os espanhóis sabem!!!
avatar
Nambuangongo

Mensagens : 188
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sotaques estranhos?

Mensagem  Isabel em Seg Mar 07, 2011 6:19 pm


A banda essa acaba de passar para as minhas preferências agora mesmo.

PARABÉNS!!!!! e obrigada, Nambu.

Vou comprar todos os discos.

cyclops
avatar
Isabel

Mensagens : 276
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum