......

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

......

Mensagem  paulo em Qui Fev 03, 2011 5:21 am

.


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:13 am, editado 1 vez(es)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Qui Fev 03, 2011 1:43 pm

.


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:12 am, editado 1 vez(es) (Razão : ......)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Qui Fev 10, 2011 5:05 am

.


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:12 am, editado 1 vez(es) (Razão : ......)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Sab Fev 12, 2011 11:15 am


.


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:12 am, editado 1 vez(es) (Razão : ......)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Sab Fev 12, 2011 3:37 pm

....


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:11 am, editado 1 vez(es) (Razão : ....)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

.......

Mensagem  paulo em Seg Fev 14, 2011 12:55 pm

.


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:11 am, editado 1 vez(es)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Qua Fev 16, 2011 3:19 pm

.


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:10 am, editado 1 vez(es) (Razão : ......)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

......

Mensagem  paulo em Qua Fev 16, 2011 3:23 pm

.




Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:10 am, editado 1 vez(es)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

.

Mensagem  paulo em Qui Fev 17, 2011 5:52 am

.


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:09 am, editado 1 vez(es)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Sex Fev 18, 2011 11:18 am

...


Última edição por paulo em Qui Mar 03, 2011 12:09 am, editado 1 vez(es) (Razão : .)
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Sex Fev 18, 2011 12:51 pm

paulo escreveu:Entre os jovens belgas, o separatismo não gosta nem um chisquinho:


A gente quer que as cousas funcionem; rebela-se contra os tiranos mas também contra os políticos que não fazem seu trabalho. À gente tanto lhe faz qual seja a pátria: querem que as cousas vaiam...

Bélgica é país pequeno e as angueiras dos políticos não preocupam nem ocupam a população que está a dar mostras de reagir, com simpatía e classe.

São conscientes de que em Europa ninguém se importa deles. E reagem. Fazem muito bem. Exclamation

E AÍNDA:

http://pt.euronews.net/2011/02/17/revolucao-das-batatas-fritas-no-reino-da-belgica/
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Sex Fev 18, 2011 11:36 pm

Estás a tratar num nacionalismo que provavelmente seja o menos atraínte para um patriota galego: o nacionalismo flamengo é manifestamente pertencente ao conjunto dos chamados "económicos e insolidários" e aínda bem dos "racistas"; se algúm proveito se tira desde a Galiza do exemplo dos flamengos é o tema da língua e a achega decidida ao reintegracionismo. Fóra disso, o seu discurso não nos vale, nem como modelo nacional nem como modelo romântico.

Doutra parte faz-se notar que a Bélgica é um estado do tamanho aproximado da Galiza: a briga pela unidade e a revolução das batatas fritas não tira a medida da viabilidade duma Galiza com idêntico território.

Por rematar, é difícil não partilhar com simpatía o nojo dos belgas com a súa classe dirigente. É exigível que os políticos façam seu trabalho, como sería desejável que qualquer revolução "simpática" se pusera a andar na Galiza contra frijolito e companhía que estão a fazer-lhe o trabalho sujo a Espanha fanando as possibilidades de desenvolvimento da Galiza como país.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
PD.: E não percebes ser a conclusão ajeitada, ter chegado o "ridiculismo" à Bélgica ??? sunny
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  paulo em Ter Fev 22, 2011 2:45 am

Não sou nacionalista, e de facto penso que está claro que as fronteiras mudam, as nações que hoje conhecemos manhã já não estão, e por exemplo eu que tenho 41 aos já vi caír o impêrio soviético, que se disse logo, e também o aparecimento de todas as repúblicas ex-iugoslavas e a unificação alemá, e aínda a descolonização de Timor e Namíbia e o aparecimento de mais de vinte e tantas novas nações e as que restam por vir, porque temos aí Palestina e o Sáhara e aínda em ocidente o tema belga ou os escoceses ou o tema de Canadá não se sabe aínda para onde vai evoluír, ou até na Espanha.

Quando eu nasci, e tampouco sou tão velho, o Sahara era espanhol e Lituánia era soviética e desde logo os bósnios não andavam o día inteiro a pedirem a autodeterminação. Podem aparecer movimentos secessionistas ou aínda bem outros unionistas que na altura nem possamos imaginar e terem um sucesso rápido e irremediável.

Por isso é que não sou patriota nem acredito em cousas nas que sim acreditei quando era novo, por exemplo, é evidente que o interesse pela língua vem-me do nacionalismo, pois aí bendito seja o nacionalismo porque me fez caír da burra, pero logo desliguei uma cousa da outra e acredito mais no tema de buscar uma justiça universal na que naturalmente aínda não foi botado a andar nenhum tipo de estrutura que substitúa correctamente os estados, e mentres não exista o que há de procurar-se é que os que estão o vaiam aparecendo no mapa não sejam satrapías, senão estruturas que estejam ao serviço dos cidadãos, da súa felicidade e saúde.

Vem-me agora o tema da Bélgica e a simpatía do “ridiculismo” maravilhoso da revolução das batatas fritas; é impossível não aderir esse povo que se bota à rúa e lhe disse aos políticos “bem, não me importo muito em teres uma bandeira flamenga –ou valõa- no cabeçal do teu leito, nem me interesso em não saberes a “Brabançonne”, mas pagamos-te para fazeres um governo, porque tens a obriga de governar porque existe um povo e uma gente que se ergue as manhãs para ir ao trabalho e precisa que as cousas funcionem: os hospitais, e os semáforos, e os comboios e a sanidade e os serviços postais e que ponhais algo de ordem, e isso não é questão de patriotismo senão de que fostes votados para agir pela gente e governar”; essa é a mensagem. Para além das bandeiras, etc.

E logo está que naturalmente o estado é um contrato: tu podes naturalizar-te dum país por conveniência e está bem, igual que podes mudar de cidade por obteres uma melhor qualidade de vida, nem necessariamente um melhor trabalho, ao melhor simplesmente um melhor clima para a túa saúde, que pode ser. Afinal, além das bandeiras, o que se importa é que haja um poder para os cidadãos viverem dignamente e uma sociedade substentada por cidadãos responsáveis. E se eu não cuspo no chão, e falo galego todo o tempo, e faço reciclagem, e sou um bom pai ou um bom cidadão cumpridor das minhas obrigações e um bom vizinho, etc, etc... posso perfeitamente ser igualmente um modelo de patriota espanhol, ou um modelo de patriota galego, ou um bom modelo de cidadão ou simplesmente uma pessoa que faz o correcto.

Se o estado do bem-estar funcionasse universalmente, os estados mesmos não seriam outra cousa que veigas ou anacos do território mundial, no que as pessoas tivessem acesso a uma vida justa e digna sem importarem-se do cadastro nacional. Aí é que subscrevo a ideología do descrescimento e da busca do lazer e aínda do direito à preguiça que estimo ser o caminho correcto, para banir enfermidades, até, que curiosamente estão a aparecer no primeiro mundo capitalista que caminha ao trunfo e o éxito sem saber qual é tal cousa que mereça tanto sofrimento e tanto desapego das cousas que merecem a pena e costumam ser debalde.

PD.: Os estados são na altura a derradeira e aínda feble barreira contra a globalização; em qualquer caso o sentimento de pertença a uma comunidade lingüística e aínda a uma paisagem é lícita e necessária para a pessoa. Disto não há dúvida nenhuma e se a isto se lhe chamar nacionalismo pois eu adiro sem problema.
avatar
paulo

Mensagens : 117
Data de inscrição : 01/02/2011
Localização : sonhando com Dália

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ......

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum