Hereros: um outro olhar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hereros: um outro olhar

Mensagem  Nambuangongo em Ter Jan 25, 2011 10:00 am



“Quando uma criança recebe um chocolate, ela corre em direção às outras para reparti-lo. Quando alguém consegue um prato de comida, automaticamente essa pessoa chama os outros para que comam juntos.” O relato acima não é sobre integrantes de uma entidade religiosa ou filantrópica e, sim, a visão de um brasileiro sobre tribos da etnia hereros, que habitam o sudoeste da Angola.


Um dos responsáveis pela comunicação do governo angolano, há 12 anos o baiano Sérgio Guerra vive na ponte-aérea Salvador-Luanda. Aos poucos, foi compreendendo melhor o país em que trabalha para, então, registrar os costumes e a cultura de diversos povos representados por cerca de 240 mil pessoas. O resultado – desde 1999 foram mais de 10 mil cliques em diversas idas ao país africano – é o livro Hereros-Angola, que sai no Brasil em edição bilíngue pela editora Maianga. É o quinto livro do fotógrafo sobre Angola.

“Quando os vi pela primeira vez, foi como se uma porta da minha percepção tivesse sido aberta para algo que sabia existir, mas hesitava em acreditar”, diz o fotógrafo. Guerra comenta que o maior impacto – bem mais do que o choque cultural – foi a generosidade encontrada nestes povos.

“Esse tipo de comportamento foi o que mais me impressionou. É totalmente fora da sociedade selvagem e egoísta em que vivemos hoje”, compara o também publicitário e produtor cultural.

O histórico de resistência marcada quase sempre à sangue – os hereros não se submeteram à escravidão portuguesa e se opuseram à tentativa de dominação alemã –, são retratados por imagens que impressionam os mais desavisados. Os traços culturais principais remetem a tradições de mais de três mil anos. Por isso, em uma página colorida de 30 cm x 30 cm, é possível ver imagens de práticas tribais, como a circuncisão infantil e o hábito de se extrair os quatro dentes incisivos permanentes. “Tentei olhar as coisas sob uma outra lógica: a lógica da cultura do outro”, diz o baiano.

Guerra comenta que o segredo para entrar em contato verdadeiro com sua “pauta” foi facilitado graças à maneira com que adentrou no espaço alheio.

“A imersão depende muito da forma como você chega ao local. Eu tive muita conversa, tentei contatar todos e explicar o meu trabalho. Acho que eles se abriram 100% para mim, pois tive a oportunidade de documentar vários ritos e celebrações”, diz. Em sua última e decisiva estada, Guerra passou 60 dias ininterruptos de 2009 em meio às tribos, cercado de tradutores com “português arcaico”, já que cada região preserva seu dialeto.

No livro há várias imagens – também impressionantes – de bois, vivos, mortos ou sendo abatidos. O gado e a terra são dois dos principais traços tradicionais da cultura herero, que também é encontrada em povos da Namíbia e de Botsuana.

Como explica Guerra, a luta dos hereros é pela “terra sem cerca”. “Eles querem é se deslocar e controlar sua criação. Embora a terra pertença ao estado, eles prezam muito pelo seu território”, diz Guerra. As fotos que abrem a obra, aéreas, são de grandes aldeias demarcadas por intervenções naturais na mata.

A principal dificuldade en­­contrada pelo baiano e sua equipe – além da logística precária – foi a falta d’água. Na época das secas, era necessário buscar “algo potável” no rio mais próximo.

Houve semanas, lembra o fotógrafo, em que só havia um litro de água para cada um. “Ba­­nho? Era só uma lavadinha rápida no corpo. Não tem como, não”, diz.

O trabalho em campo serviu também para o registro inédito: 18 cantigas foram gravadas ao vivo e sem qualquer intervenção posterior. Um documentário sobre o tema também deve estrear em 2011.
















avatar
Nambuangongo

Mensagens : 188
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hereros: um outro olhar

Mensagem  Nambuangongo em Ter Jan 25, 2011 10:01 am

"Durante o século XVI, os Hereros, pastores negros que viviam na região dos Grandes Lagos, no Leste de África, voltaram costas aos solos gastos do que havia sido até essa altura a sua pátria. Deram então começo com o seu gado a uma extensa viagem para sudoeste, em busca de pastos e sobrevivência.
Segundo o que se presume ter sido um dos seus itinerários, irromperam pelo que viria a constituir, muitos anos mais tarde, a fronteira oriental de Angola. Rumando a ocidente, atravessaram o coração do Bié, contornaram por norte os domínios das tribos nhanecas-humbes e desceram enfim do planalto em direcção ao mar, um pouco abaixo da actual Benguela.
Achavam-se agora numa faixa de território espartilhada entre as vagas do Atlântico e as cadeias montanhosas da Chela. Era uma imensidão escalvada e pedregosa, crestada de mil sóis, com pouco mais de uma centena de quilómetros de largo nalguns pontos. A vegetação, definhada e triste, animava-se a espaços com manchas de arbustos e arvoredos ralos. Para os lados do mar desdobrava-se um cordão arenoso de enseadas e baías, divididas por arribas de um dourado vivo, confinantes com o deserto do Namibe. Na parcela mais meridional deste mundo inóspito estendiam-se grandes dunas movediças, a que as ventanias salgadas arrancavam turbilhões espessos que encobriam a luz solar (...)
Secos, altivos e ferozmente independentes, os Cuvales chegaram ao território com as suas mulheres de invulgar beleza - os olhos amendoados e cintilantes, o sorriso enigmático, a cabeça coberta pelo gracioso chapéu de pele de carneiro - e procederam sem delongas à conquista das áreas mais fecundas. (...)
Senhores de uma nova pátria, desembaraçados de qualquer oposição séria, os Cuvales, tal como os restantes hereros, disseminaram pelo território a sua lei (...)."

(José Bento Duarte - Senhores do Sol e do Vento - Histórias Verídicas de Portugueses, Angolanos e Outros Africanos - Editorial Estampa - Lisboa, 1999)
avatar
Nambuangongo

Mensagens : 188
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hereros: um outro olhar

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 25, 2011 10:11 am

O histórico de resistência marcada quase sempre à sangue – os hereros não se submeteram à escravidão portuguesa e se opuseram à tentativa de dominação alemã

Isto é típico de brasileiros. Faz-me lembrar uma notícia num jornal brasileiro em que se referia a emigração brasileira como sujeita à xenofobia em Portugal mas com dificuldades de integração no Japão. Ou num filme brasileiro conhecido por se usar o português quinhentista, em que o protagonista judeu escapa da colónia portuguesa para a espanhola porque a inquisição dos vizinhos seria mais branda que a dos terríveis portugueses.


Os Hereros foram submetidos a um genocídio por parte dos alemães!!!! Por isto são até bastante conhecidos.

Estes brasileiros são absolutamente impagáveis!! Como o Gilberto Gil ir a Moçambique com conversa da treta de ambos os países serem ex-colónias portuguesas, como se os brasileiros que vivem e dominam a terra donde foram expulsos os povos originários fossem eles mesmos os colonizados! Além de no Brasil existir supremacia branca enraizada.

Perante tamanha torpeza sinto-me à vontade para dizer que se os brasileiros não sabem usar a crase, mais vale falarem brasileiro de uma vez por todas. Como à sangue??!!! Se tivesse que aparecer ali algum artigo definido teria que ser masculino, ou no Brasil o sangue é feminino? Este também deve ter ido aprender português ao Tibet.
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hereros: um outro olhar

Mensagem  Nambuangongo em Ter Jan 25, 2011 10:40 am

Não provocas a ninguém. Trata com um profissional as tuas paranoias e deixa de escrever parvoíces.

Este tópico não fala dos judeus, nem de Bolívar, nem de Gilberto Gil. Se tens qualquer coisa a dizer adiante, senão deixa de sujar o tópico.
avatar
Nambuangongo

Mensagens : 188
Data de inscrição : 25/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hereros: um outro olhar

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 25, 2011 11:05 am

Estás a ameaçar-me? O melhor é deixares de ser hipócrita, como o tipo de brasileiros que referi, e expulsar-me já.

Tudo o que eu disse está relacionado com a atitude suja, que não é isolada, da parte desse gazeteiro do povo, de se referir ao genocídio dos Hereros como tentativa de dominação alemã e a contrapor dessa maneira mitigada e negacionista à escravização portuguesa. Usei a frase sobre os cristão-novos porque já a cunhei há muito tempo e acho que ilustra muito bem esta atitude. O Gilberto Gil ministro merece sim ser criticado pela sua demagogia e que se encaixa no tema tal como os outros exemplos que dei. E O Bolívar é o símbolo máximo da retórica nacionalista latino-americana como discurso pretensamente emancipador.


http://www.marxists.org/portugues/marx/1858/mes/bolivar.htm

Quem aqui é sujo é quem banaliza o Holocausto e usa retórica anti-semita. Tu és um exemplo e há mais exemplos desses contra os quais não te insurges.



Por isso, deixa de ser hipócrita.
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hereros: um outro olhar

Mensagem  Moses Mordecai Levy em Ter Jan 25, 2011 7:20 pm

Ao contrário do que acontece na Palestina, os Hereros sofreram um verdadeiro genocídio:
Herero and Namaqua Genocide - Wikipedia, the free encyclopedia : http://en.wikipedia.org/wiki/Herero_and_Namaqua_Genocide

Agora, se eu venho fazer notar que a isso o jornalista brasileiro chamou tentativa de dominação alemã, enquanto que a tentativa portuguesa foi chamada de escravização (e que não era genocida), e se por isso sou considerado provocador patologicamente paranóico, então algo está realmente sujo no reino da Dinamarca.
avatar
Moses Mordecai Levy

Mensagens : 111
Data de inscrição : 27/12/2010
Localização : Beira do Precipício

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hereros: um outro olhar

Mensagem  Admin em Qui Jan 27, 2011 5:48 am

O Administrador do foro eliminou uma mensagem após do terceiro comentário devido ao seu conteúdo ofensivo e xenófobo.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 52
Data de inscrição : 24/12/2010

Ver perfil do usuário http://anossalingua.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fotografos em Angola

Mensagem  vanny em Dom Maio 22, 2011 12:12 pm

Ola, e fotografo/a e está em Angola?
quer ganhar dinheiro? contacte comigo

Espero sua resposta
avatar
vanny

Mensagens : 1
Data de inscrição : 22/05/2011

Ver perfil do usuário http://fotografiasdeangola.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hereros: um outro olhar

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum